quarta, 24 de julho de 2024
Política
21/06/2024 | 16:37

COLUNA DO PRISCO PARAÍSO: Bola da vez

Bola da vez

Após trazer o Republicanos para sua base de sustentação partidária com vistas ao contexto eleitoral, Jorginho Mello avança na direção do Podemos. Muito provavelmente, antes mesmo de sua viagem a Portugal, no dia 8 de julho, ele deve receber, no palácio residencial, a deputada federal Renata Abreu. Ela preside o Podemos nacionalmente.
O partido era comandado em SC pelo deputado Camilo Martins, muito ligado ao governador.
Renata, contudo, deu um cavalo-de-pau e entregou a proa da sigla à deputada Paulinha. Ela conduz o partido na direção do PSD, sigla que faz oposição a Jorginho. Ou seja, o Podemos-SC saiu de uma extrema para outra.
O terceiro integrante do Podemos na Alesc é o deputado Lucas Neves, eleito pela região serrana.
Hoje, ele está ligeiramente mais ligado a Jorginho do que ao PSD. Explicamos. Neves disputou, em 2020, a prefeitura de Lages. Fez mais de 7 mil votos.
Antônio Ceron, do PSD, foi reeleito com uma vantagem de 56 votos sobre Carmen Zanotto, do Cidadania. Ocorre que Lucas Neves estava apalavrado para ser vice dela, mas roeu e corda. Sua candidatura acabou permitindo a recondução do pessedista.

Reaproximação

Agora, Jorginho Mello está fazendo uma articulação para trazer Lucas para integrar a coligação em Lages.

Composição

Ele indicaria um representante do Podemos para compor chapa com Carmen. Tudo leva a crer que o nome será o do vereador Jair Júnior.

Herança

Em caso de eleição de Carmen Zanotto para prefeita de Lages, o seu espaço à Câmara Federal ficaria para Lucas Neves, que concorreria pelo Podemos com o apoio de Carmen e do próprio governador.

Poder

Ou seja, Jorginho estaria assegurando um deputado federal para o Podemos a partir de 2027. E todos sabem que, do ponto de vista partidário, o que importa é a bancada federal que assegura os fundos partidário, eleitoral, espaço na Câmara dos Deputados e o tempo de TV às legendas.

Amplitude

Isso no contexto de Lages, mas o governador está trazendo Renata Abreu não apenas para bater o martelo em relação à composição na maior cidade da Serra.

Jogo do PSD

Mas também para que a deputada Paulinha Silva seja mais flexível em alguns municípios no sentido de que o Podemos venha a respaldar o PL e suas candidaturas, como já ocorre em Jaraguá do Sul com o empresário Edson Junkes, que pode ter Emanuela Wolff de vice. Ela é filiada ao Podemos.

Porto

Mas Jorginho está de olho mesmo em Itajaí. Maior PIB de Santa Catarina, suplantando Joinville. Ali, o Podemos, ao lado do Republicanos, está no eixo do PSD, do candidato Osmar Teixeira. Coincidentemente, filiado ao PSD.

Olho no olho

A ideia é aproveitar o aniversário do pré-candidato do PL, Robison Coelho, neste sábado, para o governador, estando em Itajaí, fazer uma conversa com estes partidos, hoje alinhados ao PSD, e trazê-los para o eixo do candidato liberal, Robison Coelho.


JORNAL IMPRESSO
19/07/2024
12/07/2024
05/07/2024
28/06/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS