sábado, 20 de julho de 2024
Saúde
21/06/2024 | 10:02

Cuidados com pets no Inverno: Veterinário do CEUB dá dicas para proteger cães e gatos

Com a chegada do inverno, é essencial estar atento aos cuidados para proteger os cães durante a temporada mais fria. Além da gripe, das doenças respiratórias e articulares, o tempo seco pode causar alergias e problemas dermatológicos nos animais. O professor de Medicina Veterinária do Centro Universitário de Brasília (CEUB), Bruno Alvarenga, traz dicas para garantir o bem-estar dos pets no período. 

Contrariando um mito comum, o especialista explica que os cães não contraem gripes com mais frequência no inverno. As traqueobronquites, semelhantes às gripes, podem ser contraídas em qualquer época do ano, não estando relacionadas ao clima frio. "No entanto, é essencial proteger os cães de doenças respiratórias, especialmente se expostos ao frio e se não tiverem o costume de enfrentar baixas temperaturas. Nesses casos, o banho deve ser evitado em dias de maior friagem ou no final do dia", recomenda. 

Assim como os seres humanos, os pets podem sofrer com doenças articulares que causam desconforto e dor, especialmente em dias mais frios. O professor do CEUB explica que, pela manhã, os animais tendem a se movimentar mais para aliviar o desconforto nas articulações e, à medida que a temperatura aumenta, a circulação melhora. Para cuidar da saúde articular nos dias frios e reduzir o desconforto, o veterinário indica o uso de suplementos e vitaminas, como o colágeno tipo dois para cães e gatos com desordens osteoarticulares.

De acordo com o veterinário, o uso de ômega três também pode ajudar a prevenir esse tipo de desconforto: "O Ômega Três ainda é benéfico para a saúde da pele dos animais, que pode ficar ressecada devido à baixa umidade no frio. A oferta de uma ração de boa qualidade também é fundamental". Outro aspecto destacado pelo professor do CEUB é a necessidade de manter as vacinas em dia para evitar doenças diversas. 

Higiene pet no frio

Na temporada da seca, Alvarenga frisa ser importante reduzir a frequência de banhos nos cães e gatos, aumentar a ingestão de água e utilizar umidificadores pela casa para garantir a umidade adequada do ambiente. O veterinário considera essencial manter a casa limpa e evitar exposição à poeira proveniente de reformas, que pode causar alergias e problemas dermatológicos nos animais. "Manter as janelas e portas fechadas em momentos com maior concentração de partículas no ar é uma medida importante para proteger seu animal de estimação", afirma.

 


JORNAL IMPRESSO
19/07/2024
12/07/2024
05/07/2024
28/06/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS