quarta, 24 de julho de 2024
Geral
18/06/2024 | 10:21

Safra de inverno 2024/2025 deve ter melhores resultados do que a anterior

O Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa) divulgou as estimativas iniciais para a safra de inverno 2024/2025 nesta segunda-feira, 17, em evento online. Os dados apontam para uma redução da área plantada do alho, da cebola, do trigo e da cevada na comparação com a safra passada. Porém, a perspectiva é de aumento da produtividade de todos os produtos. Um crescimento da área plantada é esperado apenas para a cultura da aveia.
 
Conforme o analista de Socioeconomia e Desenvolvimento Rural da Epagri/Cepa, João Alves, o crescimento da produtividade, na comparação com a safra anterior, deve-se à perspectiva de uma safra com menos intercorrências. Isso porque a safra 2023/2024 não teve bons resultados em virtude do excesso de chuva no período de maturação e colheita. 
 
As estimativas são iniciais e se baseiam no histórico das safras catarinenses e no levantamento das intenções dos produtores. Posteriormente, técnicos espalhados por todas as regiões catarinenses avaliam as informações por meio de entrevistas. Ao longo do andamento da safra, a Epagri/Cepa monitora e atualiza semanalmente os dados. As informações atualizadas são divulgadas por meio do Boletim Agropecuário e dos sites do Observatório Agro Catarinense e do Infoagro.
 
O presidente da Epagri, Dirceu Leite, destaca o trabalho da Epagri/Cepa no monitoramento das safras. “Temos o compromisso de divulgar dados corretos e confiáveis. São informações importantes para que o agricultor possa tomar decisões com maior assertividade”, diz ele.
 
Segundo o secretário de Estado da Agricultura e Pecuária, Valdir Colatto, esses números são fundamentais para fornecer subsídios ao Governo de Santa Catarina na formulação de políticas públicas. “Nós contamos, atualmente, com vários programas para melhorar a produção no campo, como é o caso do incentivo ao cultivo de cereais de inverno. Basta que as pessoas busquem na Epagri informações para receber esses benefícios”, esclarece Collato.
 
De acordo com as estimativas iniciais, o trigo deve se manter como o principal cereal de inverno cultivado em Santa Catarina. É prevista uma área plantada de 125,3 mil hectares, o que significa uma redução de 9% em relação à safra 2023/2024. No entanto, a produção total deve ter incremento já que a estimativa de produtividade é de 3,45 mil quilos por hectare, 54% maior do que a produtividade registrada na safra anterior. Caso as estimativas se confirmem, o total de trigo produzido em Santa Catarina na safra 2024/2025 deve chegar a 432,6 mil toneladas, um crescimento de 41% na comparação com a safra anterior.
 
Aveia
 
Para a aveia, a perspectiva é de um crescimento de 3% na área plantada, que deve chegar a 30,5 mil hectares. O levantamento leva em consideração a área destinada à colheita do grão, ou seja, não considera as áreas de pastagem ou cobertura de solo. As estimativas iniciais apontam para um crescimento significativo tanto da produtividade como da produção total. Devem ser colhidas, no Estado, 45,46 mil toneladas de aveia, uma produtividade de quase 1,5 mil quilos por hectare, o que representa, respectivamente, um aumento de 33% e 29% na comparação com a safra anterior.
 
Cevada
 
No caso da cevada, a perspectiva é de uma redução de 37% na área plantada. Conforme João Alves, esse produto tem a particularidade de ser cultivado, quase que totalmente, a partir de contratos de garantia de compra por empresas de cerveja. Por esse motivo, há grande oscilação da área plantada em cada safra. Para 2024/2025 a expectativa é que sejam plantados 964 hectares de cevada em Santa Catarina, quantidade 37% menor do que na safra anterior. A produtividade deve ter um crescimento de 34% e chegar a 3,5 mil quilos por hectare. Caso a estimativa se confirme, a produção total será de 3,4 mil toneladas, 15% menor do que na safra anterior.
 
Alho e cebola
 
A safra 2023/2024 de alho e cebola teve uma quebra significativa em virtude dos problemas climáticos. Agora, a perspectiva para a safra que começa a ser plantada é de um resultado melhor. Mesmo assim, a área plantada com alho deve ter uma redução significativa, o que reflete os resultados frustrantes das últimas safras. Conforme os dados da Epagri/Cepa, a produtividade deve chegar a 10,5 mil quilos por hectare, crescimento de 44%. No entanto, a produção total deve ter redução de 15% na comparação com a safra anterior, puxada pela diminuição da área plantada. A perspectiva é que sejam plantados 656 hectares de alho na safra de inverno 2024/2025, quantidade 34% menor do que na safra passada. 
 
A produção de cebola, por sua vez, deve aumentar e chegar a 521 mil toneladas na safra atual, o que é 29% a mais do que o registrado na safra 2023/2024. O principal motivo é a estimativa de um aumento da produtividade na ordem de 37%, ou seja, quase 30 mil quilos por hectare. A perspectiva é que a área plantada fique um pouco abaixo dos 17,4 mil hectares, redução de 6% na comparação com a safra anterior.
 
 
 
Fonte: Epagri

JORNAL IMPRESSO
19/07/2024
12/07/2024
05/07/2024
28/06/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS