sábado, 20 de julho de 2024
Política
17/06/2024 | 16:47

Vereadora Juliana Pavan denuncia fake news e leva caso à Justiça Eleitoral

A vereadora Juliana Pavan (PSD) se manifestou nesta segunda-feira (17), sobre as imagens falsas compartilhadas por Matheus Rafaeli, cargo de confiança da administração do Prefeito Fabrício de Oliveira (PL). Rafaeli é lotado na Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA), autarquia que atualmente é alvo de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara Municipal. 
 
Segundo a parlamentar, que é pré-candidata à Prefeitura de Balneário Camboriú, a divulgação das imagens montadas, onde aparece com uma camiseta do PT, faz parte de uma campanha de desinformação com o intuito de ligá-la ideologicamente a esquerda, acusação que ela refuta. Além disto, na semana passada, a vereadora foi vítima de disparo em massa de mensagens falsas tentando vincular sua trajetória política a esquerda, ação criminosa que está em investigação pela Justiça Eleitoral.
 
“Ao contrário do prefeito e de seu grupo político, eu sempre fui de centro-direita. Mas respeito a todos, defendo a democracia e não espalho inverdades nem fake news. A tentativa de colar isso em mim é comprovadamente falsa, sendo a cara do desespero. Isso também demonstra insegurança e contradição, já que no histórico político do prefeito Fabrício de Oliveira, sim, foi filiado ao PSB e PV, partidos que historicamente fazem alianças com o PT. Inclusive, em 2016, a imprensa noticiou que o próprio prefeito procurou o PT e a então vereadora Marisa para construírem uma terceira via, com PSOL e PV,” comenta a vereadora.
 
A assessoria de Juliana Pavan está encaminhando o caso à Justiça Eleitoral para as providências legais.
 
A vereadora reforça que a tentativa de difusão de fake news é extremamente prejudicial, principalmente considerando que não há críticas válidas a seu trabalho como vereadora. “Usar a máquina pública em prol de um candidato específico pode acarretar implicações legais não só para o prefeito. Todos nós perdemos, políticos e a população. Acredito na transparência no processo eleitoral desde a pré-campanha e lamento a manipulação e a má-fé que estamos vendo, utilizando de cargos públicos para tanto,” repudia a vereadora.
Foto: Renata Bastos

JORNAL IMPRESSO
19/07/2024
12/07/2024
05/07/2024
28/06/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS