quarta, 19 de junho de 2024
Geral
31/05/2024 | 16:40

Santa Catarina é o estado com as pessoas mais gentis no trânsito, afirmam brasileiros

Em um contexto de estresse e agressividade constantes nas estradas do país, os residentes de Santa Catarina têm um motivo mais do que especial para se orgulhar: acabam de ser eleitos a população mais gentil de todo o país no trânsito, título também encabeçado pelos gaúchos e mineiros. As informações são do novo estudo da Preply, que, em celebração ao Maio Amarelo — movimento global por mais paz nas estradas —, investigou como condutores e pedestres têm se comunicado de Norte a Sul. 
 
Além de reconhecerem a gentileza dos catarinenses, durante o levantamento, 4 em cada 10 entrevistados ainda revelaram à plataforma de idiomas: não só presenciaram, como já foram vítimas de agressão verbal no trânsito, geralmente por meio de palavrões e xingamentos (72%), gestos obscenos (47%) ou, por sua vez, comentários depreciativos sobre suas habilidades de direção (46%). 
 
Isso porque, para entender o comportamento nas ruas e estradas de cada região, recentemente, pessoas de todos os estados foram indicadas a compartilharem suas experiências envolvendo a violência no trânsito, entre os insultos mais ouvidos, a frequência com que ouvem comentários agressivos e as atitudes que tendem a estimular discussões e brigas. Na opinião dos respondentes, seriam três os estados com os condutores e pedestres mais rudes: São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia.
 
Intolerância no trânsito, uma experiência comum 
 
Bate-bocas excessivos, gestos obscenos para lá e para cá, buzinas exageradas… se existe algo que o estudo conduzido pela Preply apenas reforça é como, independentemente da região, a impaciência segue sendo uma marca das ruas e estradas brasileiras — característica que faz com que, a cada hora, cinco pessoas morram no país em decorrência de brigas de trânsito, como destacam dados recentes do Ministério da Saúde (DataSus).
 
Das experiências compartilhadas pelos entrevistados pela Preply, diversas são aquelas que envolvem situações de hostilidade entre condutores e pedestres: para se ter uma ideia, por exemplo, 7 em cada 10 respondentes relataram já ter presenciado agressões verbais no trânsito, percentual que muda para 48,4% quando o assunto diz respeito a ver situações de agressão física — das quais já foram vítimas 8% dos ouvidos na pesquisa.

JORNAL IMPRESSO
14/06/2024
07/06/2024
31/05/2024
24/05/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS