domingo, 16 de junho de 2024
Geral
18/05/2024 | 08:36

Equipe da Defesa Civil de Chapecó está em Arroio do Meio para preparar ida de voluntários

Chapecó é um das cidades catarinenses estão adotando irmãs gaúchas para auxiliar na reconstrução de terras arrasadas pela pior catástrofe natural da história do Sul do Brasil.
 
Desde terça-feira (14), a  Defesa Civil de Chapecó está em Arroio do Meio-RS  para verificar “in loco” as necessidades do município que foi atingido pelas cheias e que foi adotado por Chapecó. De acordo com o coordenador municipal da Defesa Civil, Valter Luciano Hüning, há uma dificuldade de acesso, por isso está sendo mapeada qual a melhor alternativa para o comboio.
 
Ele também conversou com integrantes da Defesa Civil Nacional e do Rio Grande do Sul, além do prefeito Danilo José Bruxel, que agradeceu o apoio que Chapecó está oferecendo neste momento.
 
O município gaúcho tem 22 mil habitantes e 1,4 mil pessoas tiveram que sair de casa após a cheia do rio Taquari. Entre eles Cleberson Weiss Gerhardt, de 40 anos, que trabalha como terceirizado da Corsan, empresa que atua no fornecimento de água para a maioria dos municípios gaúchos. Na cheia passada, em setembro, ele chegou a atuar no resgate de mais de 68 pessoas. Desta vez, teve que priorizar a família:
 
“Aqui subiu quatro metros e da minha casa só sobrou a escada e a laje. Não consegui ajudar os demais no resgate pois tinha que salvar minha família, a esposa, três filhos e minha mãe, que levei para Montenegro. Sou novo e vamos tentar reconstruir com as próprias pernas. Mas não vai ser fácil. Se tivermos uma ajuda é bem vinda pois aqui tá feio”, disse Cleberson.
 
Recebimento de donativos
 
A Prefeitura de Chapecó reabriu o recebimento dos donativos no Centro de Eventos, das 8h às 11h30 e das 13h às 18h. Outro ponto de recebimento é a superintendência da Efapi, das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h. Não é necessário mandar roupas, pois já tem bastante. Prioridade é material de higiene e limpeza e alimentação.
 
De acordo com o prefeito João Rodrigues, o grupo de Chapecó vai com a missão de organizar a chegada do comboio de máquinas e donativos. A expectativa é de enviar cerca de 30 veículos, sendo dez caminhões-caçamba, quatro caminhões-pipa, quatro retroescavadeiras, duas escavadeiras hidráulicas e duas patrolas. Além disso vão caminhões com donativos e mais equipes de operadores de máquinas e voluntários da Prefeitura, além dos voluntários que estão sendo cadastrados pelas entidades e clubes de serviço.
 
Fonte: RCN

JORNAL IMPRESSO
14/06/2024
07/06/2024
31/05/2024
24/05/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS