segunda, 27 de maio de 2024
Geral
10/05/2024 | 09:41

Deck ambientalmente sustentável é testado na praia do Gravatá

A Secretaria de Obras do município de Navegantes tem avaliado a possibilidade de troca do material que atualmente compõe o deck da praia do Gravatá. Constituídos de madeira natural, o deck, o guarda-corpo, a lixeira e os bancos da orla podem ser substituídos por material reciclável, a fim de reduzir custos de manutenção e garantir maior segurança aos transeuntes.
 
De acordo com o secretário da pasta, Roberto Ferreira, a orla do Gravatá já recebeu a instalação de 20 metros de extensão, em caráter experimental e sem custos. O trecho está sob análise quanto à durabilidade do material e sua rugosidade. Neste último caso, a principal preocupação é garantir a segurança de quem pratica caminhadas e corridas em períodos de chuva.
 
O período de avaliação precisa comportar um ciclo que ateste a eficiência do novo material em diferentes condições climáticas, tais como calor, sol, frio e chuva. Somente após essa verificação, será possível obter conclusões acerca da possibilidade de substituição integral do deck. O material é popularmente conhecido como “madeira plástica”, em razão da aparência similar à da madeira natural e, segundo informações técnicas, a sua durabilidade é 10 vezes maior que a desta última. Ainda de acordo com Ferreira, a longevidade do componente pode gerar uma economia de até 90% em relação ao custo atual de manutenção dos decks de madeira natural.
 
A “madeira plástica” é feita 100% de material reciclado pós-consumo, não absorve umidade e, ao contrário da madeira natural, não racha e nem solta farpas, além de ser resistente a impactos e compressão. Outra vantagem dessa composição é a sustentabilidade, pois a possibilidade de transformação do material em nova matéria-prima minimiza os danos contra o meio ambiente.

JORNAL IMPRESSO
24/05/2024
17/05/2024
10/05/2024
03/05/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS