segunda, 20 de maio de 2024
Geral
01/05/2024 | 21:53

Santa Catarina envia equipes técnicas ao Rio Grande do Sul para auxiliar no enfrentamento das fortes chuva

Fotos: Airton Fernandes / SDC
 
O Governo do Estado, mais uma vez, se solidariza com a situação vivida no Rio Grande do Sul (RS) em razão das fortes chuvas que atingem o estado vizinho. Por determinação do governador Jorginho Mello, Defesa Civil catarinense, Polícia Militar (PMSC) e Corpo de Bombeiros Militar (CBMSC) enviaram ao RS equipes completas, formadas por 34 profissionais, na manhã de quarta-feira, 1º de maio, além de helicóptero, oito viaturas, 12 embarcações e uma viatura com equipamentos específicos para resgate em deslizamentos.
 
“A gente sabe o que é enfrentar um cenário adverso assim e que toda ajuda é necessária. Por isso determinei o envio urgente de auxílio. Vamos prestar todo o nosso apoio. Nossa Defesa Civil e nossas Forças de Segurança são preparadas pra atuar nessas circunstâncias”, afirmou o governador Jorginho Mello.
 
A Secretaria da Proteção e Defesa Civil (SDC) foi o órgão designado pelo governador para mobilizar e integrar as forças governamentais nessa ajuda humanitária. “Ainda que nosso estado esteja em alerta para a chegada dessa chuva que hoje castiga o Rio Grande do Sul, não poderíamos deixar de levar nosso apoio aos irmãos gaúchos, e nos mantermos vigilantes e preparados para atender também os catarinenses. Por isso, em conversa com o governador Jorginho Mello, enviamos helicópteros, viaturas, embarcações e 34 profissionais do Corpo de Bombeiros Militar e da Polícia Militar para o Rio Grande do Sul”, detalhou o coronel Fabiano de Souza, secretário de Estado da Proteção e Defesa Civil.
 
Os militares do CBMSC se concentraram às 4h desta quarta no quartel do município de Araranguá, onde receberam instruções para o deslocamento até o município de Lajeado, no Rio Grande do Sul. Lá, irão compor o Sistema de Comando de Operações (SCO) para a resposta ao evento adverso enfrentado. Foram empenhados bombeiros militares das equipes de Força-Tarefa (FT) dos municípios de Florianópolis, Blumenau, Criciúma, Itajaí, Tubarão, São José e Balneário Camboriú.
 
Dessa forma, prestam apoio ao Rio Grande do Sul equipes de FT de todos os sete Batalhões que integram a 1º Região Bombeiro Militar (1ºRBM), sob o comando do tenente-coronel Fábio Collodel e do major João Emiliano de Moura Silva Miranda. “Mais uma vez o nosso vizinho Rio Grande do Sul está exposto a um evento extremo e nós, que temos a missão de proteger a vida independente de fronteiras, iremos utilizar da expertise das equipes de Força-Tarefa para prestar todo o apoio que for necessário à população gaúcha neste momento”, ressaltou o comandante-geral do CBMSC, coronel Fabiano Bastos das Neves.
 
A Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) enviou ainda uma equipe que vai auxiliar no resgate e no apoio humanitário às famílias desabrigadas. Foram enviados para reforço ao efetivo local uma equipe do Batalhão de Aviação (BAPM). A PMSC está programando também a ida de uma equipe de reforço para a garantia da ordem pública a partir do momento em que as águas começarem a baixar na região.
 
Segundo o comandante-geral, coronel Aurélio José Pelozato da Rosa, “no Rio Grande do Sul os policiais catarinenses estão dando apoio na força tarefa de resgate e ajudam aos atingidos. As equipes permanecerão em solo gaúcho até quando for necessário”, finalizou.
 
Situação no RS
 
O estado do Rio Grande do Sul desde domingo, 28 de abril, enfrenta fortes chuvas. Segundo o último boletim da Defesa Civil do estado gaúcho, foram registradas três mortes e há pelo menos 76 cidades atingidas. Duas mortes foram registradas em Paverama, no Vale do Taquari. Sendo dois homens, de 64 e 69 anos, que estavam dentro de um carro arrastado pela enxurrada. A terceira vítima foi atingida após uma descarga elétrica durante o temporal.
 
Para o Rio Grande do Sul, ainda estão previstas, de acordo com a Defesa Civil estadual, chuvas intensas em regiões que já foram atingidas pelos temporais. Santa Catarina também está em alerta. De acordo com o sistema de Monitoramento da Defesa Civil catarinense, as chuvas que atingem o Rio Grande do Sul devem chegar em solo catarinense nos próximos dias.
 
A quarta-feira, 1º de maio, começa com Santa Catarina sob a influência de um calor intenso combinado com a atuação de instabilidades vindas do Rio Grande do Sul. Essa condição favorece a ocorrência de temporais isolados, com chuva pontualmente intensa principalmente nas áreas de divisa com entre o estado catarinense com o estado gaúcho. Nas regiões do Grande Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul catarinense, há risco moderado para alagamentos e enxurradas pontuais. Durante a tarde desta quarta, as temperaturas oscilarão entre 25°C e 33°C em grande parte de Santa Catarina.
 
A partir da madrugada e manhã de quinta-feira, 2, há a aproximação e o avanço de uma frente fria sobre Santa Catarina. Com isso, espera-se um aumento significativo da chuva em todas as regiões, especialmente nas áreas de divisa com o Rio Grande do Sul. As instabilidades inicialmente afetam áreas como Grande Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul, a chuva deve ser intensa e volumosa nessas regiões e, ao longo do dia, as instabilidades avançam para as demais áreas do estado. A condição para temporais, com descargas elétricas, fortes rajadas de vento e eventual precipitação de granizo, estende-se por todo o território catarinense, com risco moderado a alto para ocorrências como alagamentos, enxurradas, destelhamentos, danos à rede elétrica e deslizamentos.
 
Na sexta-feira, 3, a frente fria se posiciona sobre Santa Catarina, mantendo o tempo chuvoso em todas as regiões. Mais uma vez, há possibilidade de chuvas intensas, acompanhadas por raios, fortes rajadas de vento e eventual queda de granizo, principalmente entre o Grande Oeste, Planalto Sul, Litoral Sul e Grande Florianópolis.
 
No sábado, 4, a frente fria continua favorecendo a ocorrência de chuva  pontualmente intensa e temporais, sobretudo entre o Grande Oeste, Planalto Sul, Litoral Sul e Grande Florianópolis. Ao final do dia, espera-se um recuo do sistema para o Sul em direção ao Rio Grande do Sul, isso deve favorecer o retorno do tempo firme no domingo, 5, em grande parte do estado.
 
Texto: Grasiele Aguiar / Thuana Raimondi
 
Fonte: Governo SC

JORNAL IMPRESSO
17/05/2024
10/05/2024
03/05/2024
26/04/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS