quarta, 24 de abril de 2024
Saúde
27/03/2024 | 21:46

Saúde já aplicou fumacê contra dengue em quase mil ruas de Itajaí

A Secretaria de Saúde de Itajaí já realizou neste ano 133 aplicações de inseticida Ultra Baixo Volume (UBV), o popular fumacê, no combate à dengue. Dois veículos auxiliam o município nesta tarefa, sendo um próprio e outro do Governo do Estado. Já foram utilizados 125 litros de produto no combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti e atingidas quase 1 mil ruas com as aplicações realizadas. O fumacê segue uma rota no entorno das residências de pacientes positivos para dengue.
 
O UBV é uma estratégia para combater os mosquitos adultos. A diferença entre o veículo do Estado e o do Município está na capacidade de aplicação do inseticida. Enquanto o equipamento municipal realiza os bloqueios em áreas de até 150 metros, o do Estado efetua a aplicação em áreas acima dos 150 metros.
 
"O Município adquiriu mais um equipamento para reforçar a aplicação de inseticida na cidade. Ele vai ser entregue em breve e será um grande reforço às equipes, pois teremos dois veículos com equipamentos para ampliar a cobertura de ruas. Apesar disso, o uso do fumacê é complementar. A melhor forma de combatermos a dengue é com a eliminação dos locais com água e depósitos, que muitas vezes passam despercebidos nos quintais”, destaca Lúcio Vieira, coordenador do Programa de Controle da Dengue de Itajaí.
 
A Secretaria de Saúde esclarece que o fumacê segue alguns critérios de aplicação para garantir maior eficiência. A atividade é realizada apenas no entorno de locais onde há pacientes confirmados até 14 dias do início dos sintomas. Essa medida é muito importante, pois o UBV não mata as larvas, apenas os mosquitos adultos - estes que poderão picar uma pessoa infectada e continuar transmitindo a doença. Além disso, a ação acontece em horários específicos: do amanhecer até as 9h e no entardecer até as 20h, momento em que os mosquitos Aedes aegypti estão mais ativos.
 
Combate à dengue
 
O trabalho contra a dengue em Itajaí segue em diferentes frentes de trabalho, com foco especial ao combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti. Neste ano, os agentes de endemias já realizaram quase 38 mil visitas domiciliares, quando inspecionam os quintais e eliminam possíveis criadouros, bem como conscientizam os moradores. Além disso, os agentes também atendem as denúncias feitas pela população. Com o apoio da Secretaria de Obras, ainda é realizada a limpeza de locais com entulhos e com risco para dengue. 
 
Fonte: Secom Itajaí

JORNAL IMPRESSO
19/04/2024
12/04/2024
05/04/2024
29/03/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS