terça, 23 de abril de 2024
Saúde
25/03/2024 | 16:02

Horário estendido nas UBSs irá marcar início da Campanha de Vacinação Contra a Influenza em Camboriú

Fique ligado, pois na próxima semana terá início a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza (H1N1) em Camboriú. Para começar a mobilização, a Secretaria de Saúde do município irá expandir o horário de atendimento em oito Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e na Policlínica Municipal, localizada na Rua Porto Alegre, n° 698, no Centro. O horário estendido será promovido na segunda-feira, dia 25, das 17h às 21h. Durante a ação serão ofertadas vacinações aos grupos prioritários.
 
Além da gripe, serão oferecidas vacinas contra o tétano, em referência à IV Mobilização Estadual Contra o Tétano. Para ser imunizado é necessário ter em mãos um documento com CPF, carteira de vacinação, cartão do SUS e um comprovante que faz parte de algum grupo prioritário. A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza (H1N1) irá ocorrer até o dia 31 de maio.
 
Normalmente, a aplicação de vacinas é realizada de segunda a sexta-feira das 8h às 11h40min e das 13h às 16h30min, em todas as UBSs do município. Durante a campanha também serão ofertados outros dias e horários estendidos especiais de vacinação, que serão divulgados em breve.
 
UBSs que vão receber a ação:
 
UBS Areias: Rua Alameda Belo Horizonte;
UBS CAIC (Monte Alegre): Rua Monte Agulhas Negras, 1143;
UBS Cedro: Rua Clemente Felipe Duarte, 98;
UBS Central: Rua João Morais, 341;
UBS Conde de Vila Verde: Rua Flamboyant;
UBS João Mendes (São Francisco de Assis): Rua Santa Terezinha, 201;
UBS Rio Pequeno: Rua Alameda Rio Teixeira, 109;
UBS Santa Regina: Av. Jesuíno Anastácio Pereira, Esq, R. San Marino.
Confira quais são os grupos prioritários:
 
Crianças de 6 meses a menores de 6 anos;
Crianças indígenas de 6 meses a menores de 9 anos;
Trabalhadores da Saúde;
Gestantes;
Puérperas;
Professores dos ensinos básico e superior;
Povos indígenas;
Idosos com 60 anos ou mais;
Pessoas em situação de rua;
Profissionais das forças de segurança e de salvamento;
Profissionais das Forças Armadas;
Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (independentemente da idade);
Pessoas com deficiência permanente;
Caminhoneiros;
Trabalhadores do transporte rodoviário coletivo (urbano e de longo curso);
Trabalhadores portuários;
Funcionários do sistema de privação de liberdade;
População privada de liberdade, além de adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas (entre 12 e 21 anos).

JORNAL IMPRESSO
19/04/2024
12/04/2024
05/04/2024
29/03/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS