segunda, 22 de abril de 2024
Geral
17/03/2024 | 19:00

Governador Jorginho Mello participa da Procissão do Senhor Jesus dos Passos, em Florianópolis

Fotos: Ricardo Trida/Secom
 
Fé e emoção marcaram a Procissão do Senhor Jesus dos Passos, neste domingo, 17. A maior e mais antiga manifestação religiosa de Santa Catarina contou com a presença do governador Jorginho Mello e diversas autoridades do estado. O ponto alto foi o encontro das imagens do Senhor Jesus dos Passos e Nossa Senhora das Dores em frente à Catedral Metropolitana de Florianópolis.
 
Homem de fé, o governador Jorginho Mello participou de todo o trajeto da procissão e revelou a satisfação de fazer parte de uma tradição de mais de 258 anos em Santa Catarina. “É uma forma de abrandar os corações, de juntar as pessoas, de fortificar o coração e a fé de cada pessoa. Nós estamos precisando tanto, o mundo tá precisando, o Brasil, todos nós estamos precisando de sossego, de paz, harmonia, entendimento, amor, compreensão, perdão e é isso que nós temos que pedir a Deus. E é por isso que encontros como esses, procissões como estas fazem com que as pessoas reflitam. A gente precisa aproveitar da melhor forma possível esses momentos de fé que a gente tem”, expressa o govenador.
 
O arcebispo de Florianópolis, Dom Vilson Tadeu Jönck, conduziu a cerimônia e explicou o significado e o propósito da Procissão. “A tradição do Senhor dos Passos está na alma do português e do açoriano. O sofrimento é uma coisa que marca, tanto o sofrimento pessoal, quanto o sofrimento de Cristo. Colocar isso junto e colocar o sentimento de Cristo para aprender a viver o próprio sofrimento, as agruras do dia a dia, as agruras da vida esse é o sentido da Procissão dos Passos”, explica o líder religioso.
 
A Procissão
 
A Procissão teve origem em 1766 e acontece tradicionalmente 15 dias antes da Páscoa. A tradição Católica conta que que dois anos antes, uma embarcação com destino ao Rio Grande do Sul teria atracado na Ilha do Desterro e trouxe com ela a imagem de Senhor Jesus dos Passos. Essa chegada por engano foi entendida como um sinal celestial e virou símbolo de devoção. Hoje, a Procissão do Senhor dos Passos é Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil e de Santa Catarina. A estimativa é de que 60 mil fiéis tenham participado dos dois dias da Procissão que teve início no último sábado,16.
 
Também estiveram presentes a secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto e o comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Aurélio José Pelozato da Rosa.
 
Fonte: Governo SC

JORNAL IMPRESSO
19/04/2024
12/04/2024
05/04/2024
29/03/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS