quinta, 18 de abril de 2024
Geral
08/03/2024 | 15:03

No Dia da Mulher, policiais rodoviárias federais usam informação como arma contra importunação sexual contra mulher

Na manhã desta sexta-feira (08) na BR-101 em Biguaçu e na BR-282 em Xanxerê, 19 mulheres PRFs participaram da ação “Rosas de Aço” para combater o crime de Importunação Sexual contra mulher.
 
Elas abordaram dezenas de ônibus e explicaram ao motorista e passageiros como proceder, tanto na condição de vítima como de testemunha, nos casos de importunação sexual no interior de transporte coletivo. Lotação, falta de privacidade e proximidade física entre passageiros podem criar ambiente propício para a ocorrência desse tipo de crime. 
 
Durante a ação em Xanxerê, três policiais rodoviárias federais prenderam um homem procurado pela Justiça por Importunação Sexual, entre outros crimes. Ele era passageiro de ônibus linha Chapecó – Videira, não tinha consigo nenhum documento pessoal e informou às agentes um nome falso. Em consulta aos sistemas, confirmou-se que se tratava de foragido da Justiça da Comarca de Capinzal/SC, condenado pelos crimes de Importunação Sexual, Ameaça e Furto. 
 
Ocorreu um crime de importunação sexual. Como devo agir?
 
Busque ajuda imediatamente: Peça assistência, por meio de palavras ou sinais. Faça com que outras pessoas vejam o que está acontecendo e avise que elas servirão de testemunhas. Busque acolhimento em local seguro e chame a polícia. Se estiver a bordo de veículo de transporte coletivo, trafegando em rodovia federal, peça que o motorista pare na próxima unidade operacional da PRF.
 
Não fique só olhando: Quem testemunha uma cena de importunação sexual deve intervir, interrompendo a agressão e informando a vítima sobre o crime em andamento. Prontificar-se como testemunha do fato é muito importante, pois muitas vezes as vítimas não registram boletim de ocorrência por falta de suporte de terceiros.
 
Registre o incidente: É comum que, após situações de trauma psicológico, a vítima não se recorde do fato em detalhes. Por isso, anote ou grave detalhes sobre o incidente, como data, hora, local, características do agressor e de pessoas que estavam próximas. Caso seja possível, preserve evidências do crime, como mensagens, fotos, vídeos ou testemunhas que atestem sua denúncia. 
 
Somente em 2023, foram registrados 76 casos de importunação nas rodovias federais do país. No entanto, acredita-se que ainda exista subnotificação. Por isso, a necessidade de maior conscientização e aprimoramento dos serviços de apoio às vítimas.

JORNAL IMPRESSO
12/04/2024
05/04/2024
29/03/2024
22/03/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS