segunda, 04 de março de 2024
Geral
06/02/2024 | 22:31

Governo investe mais de R$ 111 milhões em laboratórios de pesquisa avançada para todas as regiões do estado

Foto: Ricardo Trida / SECOM
 
Um investimento inédito do Governo de Santa Catarina vai estruturar laboratórios de pesquisa avançada em universidades de todas as regiões do estado. O Programa MultiLab SC – Laboratórios Multiusuários, foi lançado nesta terça-feira, 6, pelo governador Jorginho Mello, que anunciou mais de R$ 111 milhões em recursos para a compra de equipamentos de ponta e demais ações para alavancar a ciência e a inovação em Santa Catarina. Também pela primeira vez, será estruturada uma rede para interligar os laboratórios e estimular o uso compartilhado.
 
O Programa MultiLab SC está sendo liderado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc). Foram selecionados 50 projetos apresentados por 19 Instituições de Ensino Superior (IESs). Serão beneficiadas 14 cidades de todas as regiões catarinenses. Cada laboratório receberá até R$ 2,5 milhões em fomento. Os recursos poderão ser usados para construções ou melhorias de infraestrutura, compra de equipamentos, além de uma série de investimentos que visam impulsionar a pesquisa avançada em Santa Catarina.
 
“A mudança que a gente pretende em Santa Catarina é uma mudança estrutural, a mudança rumo ao conhecimento. Quem tem conhecimento, tem poder. É simples assim. E nós temos. O nosso estado é um estado pequeno no tamanho, mas gigante no que representa e no que produz, esse estado que nos enche de orgulho, que é diferente em muitos setores de produção, na sua economia diversificada. Todo projeto tem investimento de desejo, de sonho, de perspectiva. E nós estamos aqui para poder proporcionar isso, alinhado ao desenvolvimento do nosso estado”, afirmou o governador.
 
O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SCTI), Marcelo Fett, lembrou que um dos pilares da inovação é a pesquisa. “Inovação a gente faz com conectividade, capital humano e conhecimento de pesquisa e desenvolvimento. Sem dúvidas esse vai ser um grande marco. É um investimento recorde em laboratórios de pesquisa e desenvolvimento e de maneira tão descentralizada. Sem dúvidas será um grande sucesso e um grande alavancador dessa estratégia de desenvolvimento do governador Jorginho Mello”, destacou Fett.
 
Para o presidente da Fapesc, Fábio Wagner Pinto, esse investimento é o caminho que Santa Catarina precisa para avançar nas pesquisas de inovação e tecnologia. “O Programa MultiLab SC fará história na pesquisa catarinense. A partir de agora será desenvolvida uma rede que integrará não somente as universidades entre si, mas a comunidade. Permitindo que um empresário, por exemplo, consiga localizar e utilizar um laboratório específico”, reitera o presidente.
 
“Quero parabenizar a Fapesc por todo o trabalho, a dedicação, o compromisso e que resultam num edital como esse, um dos maiores que, pelo menos em 30 anos de instituição e tendo sido já pró-reitora de pós-pesquisa extensão, nunca tinha visto. Em diferentes áreas do conhecimento, a partir das necessidades de Santa Catarina, contribuindo, portanto, com o desenvolvimento do nosso estado”, ressaltou a presidente do Sistema Acafe, reitora Luciane Ceretta.
 
Os laboratórios contemplam grandes áreas do conhecimento como: Ciências Agrárias, Biológicas, Exatas, Ciências da Saúde e Engenharias. Boa parte dos projetos está alinhada com os temas estratégicos definidos pelo Governo de Santa Catarina, como: Saúde Única (One Health), Mudanças Climáticas, Recursos Hídricos, Pesca, Florestas e Resíduos.
 
Investimentos em todas as regiões
 
Os R$ 111 milhões em investimentos do Governo de Santa Catarina no Programa MultiLab SC – Laboratórios Multiusuários serão distribuídos em municípios de todas as seis mesorregiões catarinenses. São eles: Florianópolis, Araquari, Blumenau, Brusque, Caçador, Chapecó, Concórdia, Criciúma, Itajaí, Joaçaba, Joinville, Lages, Mafra e Rio do Sul.
 
Na Grande Florianópolis, os projetos aprovados ficam na Capital. Com um total que supera R$ 33,6 milhões, foram contemplados 15 laboratórios, sendo 11 na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e quatro no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC).
 
A região Oeste vai receber mais de R$ 28,6 milhões em recursos para a estruturação de 14 laboratórios. Joaçaba terá mais de R$ 14,5 milhões investidos em oito projetos apresentados pela Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc). Chapecó terá R$ 10 milhões, sendo R$ 5 milhões para dois laboratórios da Universidade Federal Fronteira Sul (UFFS) e mais R$ 5 milhões para dois laboratórios da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó). Caçador receberá R$ 2,5 milhões para um laboratório na Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (Uniarp). Concórdia também terá um laboratório, no Instituto Federal Catarinense (IFC), no valor de mais de R$ 1,5 milhão.
 
O Vale do Itajaí vai receber mais de R$ 16,6 milhões em recursos destinados pelo Estado para sete laboratórios. Em Blumenau, serão aplicados mais de R$ 7,4 milhões para três projetos da Universidade Regional de Blumenau (Furb). Em Itajaí, o investimento passa de R$ 4,5 milhões, com dois laboratórios na Universidade do Vale do Itajaí (Univali). Em Brusque, serão R$ 2,4 milhões para um laboratório no Centro Universitário de Brusque (Unifebe). Já Rio do Sul receberá R$ 2,2 milhões em um projeto aprovado pelo Centro Universitário para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí (Unidavi).
 
A região Norte vai receber mais de R$ 15,2 milhões em recursos. Sete laboratórios foram aprovados. Em Joinville, serão investidos mais de R$ 11,8 milhões em cinco laboratórios, sendo um projeto do Centro Universitário Católica, um projeto do UniSenai e um projeto da UFSC, além de dois projetos da Universidade da Região de Joinville (Univille). Em Araquari, serão R$ 2,4 milhões em recursos para um laboratório do IFC. Em Mafra, a Universidade do Contestado (UnC) receberá R$ 901 mil para um laboratório.
 
O Sul do estado vai receber quase R$ 10 milhões em investimentos para a estruturação de quatro laboratórios localizados em Criciúma. Foram aprovados três projetos na Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), totalizando R$ 7,5 milhões, e um projeto na UniSatc, de quase R$ 2,5 milhões.
 
A Serra catarinense vai receber R$ 7,5 milhões em recursos destinados pelo Governo do Estado para a estruturação de três laboratórios situados em Lages. Foram contemplados dois laboratórios da Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac) e um do campus local da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Cada laboratório receberá R$ 2,5 milhões.
 
Fonte: Governo SC

JORNAL IMPRESSO
01/03/2024
23/02/2024
16/02/2024
09/02/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS