terça, 27 de fevereiro de 2024
Meio Ambiente
06/02/2024 | 08:27

Fiscalização Ambiental salva arraia que estava presa em rede ilegal

Após denúncia, a equipe de Fiscalização Ambiental da Secretaria do Meio Ambiente de Balneário Camboriú resgatou uma arraia que estava presa em uma rede de pesca irregular na Praia Central, na tarde de sexta-feira (2).
 
A rede, tipo feiticeira, foi encontrada perto do costão, no canto sul da praia. Como não estava debilitada, a arraia foi solta no mar logo após ter sido desvencilhada das malhas da rede. O responsável pelo petrecho não foi localizado.
 
O uso de petrechos não permitidos sujeita o pescador à pena de detenção de um ano a três anos ou multa, ou ambas as penas cumulativamente, de acordo com o artigo 34 da lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998. As redes ilegais, como as feiticeiras, impedem a livre movimentação dos peixes e capturam outras espécies, como tartarugas, golfinhos e até mesmo baleias. Segundo a Secretaria do Meio Ambiente, redes de espera são proibidas o ano inteiro.
 
Em 2023, a equipe salvou oito tartarugas e apreendeu 43 redes irregulares. Neste ano, a arraia foi o primeiro animal resgatado, e três redes ilegais foram apreendidas até o momento.
 
Denúncias podem ser feitas pelo número 199.

JORNAL IMPRESSO
23/02/2024
16/02/2024
09/02/2024
02/02/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS