segunda, 04 de março de 2024
Saúde
15/01/2024 | 16:20

BC + Saúde: município terá atendimento gratuito online por vídeo

A partir desta segunda-feira (15) , Balneário Camboriú entra para um seleto grupo de municípios com adesão ao sistema de consultas online gratuitas com clínicos gerais. Com o objetivo de diminuir as filas dos Pronto Atendimentos do município, sobretudo durante a temporada, o projeto “BC + Saúde” garantirá um atendimento mais rápido, personalizado e resolutivo ao paciente.
 
Para ter acesso ao atendimento online, basta entrar em contato com os número de whatsapp 0800 888 6556. Para que haja a consulta, o ideal é que o paciente faça a conexão de um dispositivo com câmera frontal e acesso à internet. Durante a primeira fase da implantação do sistema de telemedicina pela Secretaria de Saúde, que seguirá até o mês de fevereiro, estarão 100% disponíveis ao público.
 
O primeiro passo do atendimento é a triagem, seguindo os mesmos moldes da presencial. Por meio de um questionário objetivo, a pessoa descreve seus sintomas e, em seguida, é encaminhada para uma fila de espera virtual e interativa. Nela, o paciente será capaz de saber quantas pessoas estão em sua frente. A expectativa é de que o tempo de espera seja inferior aos dos pronto atendimentos presenciais para aqueles pacientes classificados nas cores verde e azul de prioridade.
 
É importante salientar que este tipo de atendimento deve ser procurado por pessoas com sintomas leves. Em caso de gravidade, a recomendação ainda é a ida presencial ao Pronto Atendimento da Barra, das Nações ou do Hospital Municipal Ruth Cardoso.
 
A telemedicina faz parte de um processo de modernização da Saúde em Balneário Camboriú, que iniciou com a implantação de um sistema integrado da Rede de Saúde, garantindo prontuários médicos online e integração com outras secretarias do Município, como Educação e Inclusão Social. A expectativa é de que este sistema também sirva de porta de entrada para que pacientes consigam agendar consultas médicas de forma online. Para as consultas, o investimento gira em torno dos R$ 170 mil por mês.
 
“Já faz algum tempo que o nosso foco como saúde pública é mirar numa boa atenção primária para evitar o desenvolvimento de doenças que, no futuro, se tornem graves para o paciente. Ações como esta ajudam a desafogar as salas de urgência e emergência do município, fazendo com que o atendimento prestado àquele paciente mais grave seja ainda mais minucioso e certeiro. Dessa forma, o Pronto Atendimento presencial será utilizado por quem realmente precisa de cuidados urgentes”, explica o prefeito Fabrício Oliveira.

JORNAL IMPRESSO
01/03/2024
23/02/2024
16/02/2024
09/02/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS