domingo, 16 de junho de 2024
Cultura
01/09/2023 | 09:53

LIC: Festival de Contadores de Histórias começa nesta sexta-feira

Com participantes de diferentes locais do Brasil, o 6º Festival de Contadores de Histórias em Balneário Camboriú (Feconthi BC) começa nesta sexta-feira (1º de setembro), no Teatro Municipal Bruno Nitz. O evento, patrocinado pela Lei de Incentivo à Cultura de Balneário Camboriú (LIC), vai até terça-feira (5) e tem entrada gratuita.
 
Com o tema “Lendas, Mitos e Histórias Indígenas”, o festival será aberto às 18h30 pela Cia Ler e Viver, organizadora do Feconthi BC. Estará presente na abertura a atriz e diretora de teatro-escola Jô Jorvino (Santo André/SP), com a apresentação “Viajando nas Histórias”. Às 19h, o contador de histórias, escritor, músico, compositor e produtor cultural Cristino Wapichana contará “Histórias do Povo Wapichana e sua Literatura”. O artista indígena foi criado na Terra Indígena Raposa Serra do Sol, localizada em Roraima.
 
O evento, que promove a arte de contar histórias, terá atividades também na Praça da Cultura (Praça da Bíblia) e na Praça do Pescador, na Barra (confira a programação completa no fim do texto). Em todos os dias do festival, das 18h às 22h, o público poderá conhecer a exposição “Arte Indígena”, na entrada do Teatro Municipal Bruno Nitz. Também haverá arrecadação de livros nos cinco dias.
 
O Feconthi BC vai oferecer ainda formações direcionadas a contadores de história, professores, atores, estudantes e demais interessados já inscritos.
 
Dia 01/09, Sexta-Feira
Local: Teatro Municipal Bruno Nitz
 
-18h30: “Abertura Oficial”, com a Cia Ler e Viver, “Viajando nas Histórias”, com Jô Jorvino e apresentações artísticas do Centro Educacional de Atendimento no Contraturno (CEAC) - Projeto Oficinas
- 19h: “Histórias do Povo Wapichana e sua Literatura”, com Cristino Wapichana (Raposa Serra do
Sol/RR)
 
Dia 02/09, Sábado
Local: Praça da Cultura (Av. da Lagoa, Centro)
 
-10h às 14h: Ônibus de Histórias “Conta Pra Mim”
- 10h30: “Narrativas Indígenas”, com Letícia Chiochetta (São Paulo/SP) e em sequência “Lendas
Amazônicas”, com Odair Fonseca (São Paulo/SP)
 
Formação
Local: Teatro Municipal Bruno Nitz
 
-14h: “Questões e Literatura Indígena”, com Olívio Jekupé (Curitiba/PR)
-17h: “Narrativas Indígenas”, com Letícia Chiochetta (São Paulo/SP), em sequência “Lendas
Amazônicas”, com Odair Fonseca (São Paulo/SP)
 
Dia 03/09, Domingo
Local: Teatro Municipal Bruno Nitz
 
- 10h: “Histórias Kaingang, mulheres indígenas”, com Jovina Renhga (Curitiba/PR)
- 10h30: “A Arte Narrativa: entrelaçando saberes, acordando memórias”, com Vera Hoffmann (São
Leopoldo/RS)
- 14h: “Histórias Kaingang, mulheres indígenas”, com Jovina Renhga (Curitiba/PR), em sequência Roda de Histórias com Membros da Academia Brasileira de Contadores de Histórias e convidados
 
Dia 04/09, Segunda-Feira
Local: Teatro Municipal Bruno Nitz
 
- 9h30: “O porquê das coisas”, com Felícia Fleck (Florianópolis/SC), em sequência “Histórias
Indígenas”, com Rita Duarte (Balneário Camboriú/SC)
- 14h: “O porquê das coisas”, com Felícia Fleck (Florianópolis/SC), em sequência “Histórias Indígenas”, com Rita Duarte (Balneário Camboriú/SC)
 
Formação
Local: Teatro Municipal Bruno Nitz
 
-18h30: Lançamento do livro premiado “Emília no Reino das Águas Claras”, de Potyra Najara
(Balneário Camboriú/SC)
- 19h: “Histórias do Povo Tembé Tenetehar e sua literatura”, com Wendel Tembé (Capitão Poço/PA)
 
dia 05/09, Terça-Feira:
Local: Praça do Pescador/Casa Linhares
 
-9h às 12h e das 13h às 16h: Ônibus de Histórias “Conta Pra Mim”
- 9h30: “Contos de lá e cá”, com Tânia Katuapó (Araçatuba/SP)
- 10h30: “Iauretê Histórias de Onça e Outros Bichos”, com Silvia Castro (Rio de Janeiro/RJ)
- 14h: “Contos de lá e cá”, com Tânia Katuapó (Araçatuba/SP)
- 15h: “Iauretê Histórias de Onça e Outros Bichos”, com Silvia Castro (Rio de Janeiro/RJ)
 
Formação
Teatro Municipal Bruno Nitz, End. Av. Central esq. Rua 300.
 
-19h: “Lendas de Pindorama Ler, Viver e Contar”, com Fábio Aurélio Castilho (Balneário
Camboriú/SC) e “A voz de quem conta: princípios da saúde vocal”, com Marcos Levi (Balneário
Camboriú)
Encerramento: Bate-papo com o proponente, Fábio Aurélio Castilho, e o produtor do festival, Deyvid Kevitz
E todos os dias do festival, das 18h às 22h - Exposição Arte Indígena no Hall do Teatro Municipal Bruno Nitz.

JORNAL IMPRESSO
14/06/2024
07/06/2024
31/05/2024
24/05/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS