domingo, 23 de junho de 2024
Polícia
27/03/2023 | 16:20

No Tocantins, Polícia Civil prende suspeito de feminicídio que jogou vítima do 7º andar em Itajaí

No sábado (25), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal de Itajaí (DIC), em ação integrada com diversas forças policiais, prendeu o suspeito por um crime de feminicídio na cidade de Guaíra, no interior do estado do Tocantins. O crime teria ocorrido em Santa Catarina, em Itajaí, quando uma mulher teria sido jogada do sétimo andar do seu prédio. 
 
Segundo apurado, a vítima teria passado a noite do dia 14 de março com um homem em seu apartamento, até que, por volta das 6hs, teria ocorrido uma discussão e ela teria sido arremessada de sua sacada no 7º andar de um condomínio, no bairro Cordeiros, em Itajaí. Em seguida, o autor teria descido do prédio, pulando sobre as caixas de ar condicionado da parte externa, e fugido saltando pelo muro do estacionamento.
 
No curso das investigações, o suspeito foi identificado e verificou-se que era foragido da Justiça do Distrito Federal, onde cumpria pena por tráfico de drogas e, ao ser beneficiado com uma saída de sete dias, não teria retornado ao Sistema Penitenciário. O homem estava morando em Itajaí há menos de um mês e conheceu a vítima poucos dias antes do crime por meio de amigos em comum. Durante a ousada fuga, o suspeito teria lesionado o pé e, logo após, abandonado o imóvel aonde vinha residindo.
 
No último sábado, a Polícia Civil teve conhecimento de que o suspeito estaria se escondendo na comunidade do bairro São Paulo, em Navegantes. Após incursão no local, verificou-se que o homem havia deixado Santa Catarina há alguns dias em direção ao Maranhão, seu estado de naturalidade. Por meio de ações de inteligência, o suspeito foi localizado em deslocamento em um ônibus interestadual no interior do Tocantis, onde foi capturado no posto da Polícia Rodoviária Federal, na cidade de Guaíra.
 
Segundo versão apresentada pelo suspeito a pessoas próximas, ele e a vítima teriam passado a noite juntos usando entorpecentes, até que a vítima teria entrado em surto e se jogado da sacada. O suspeito ainda não foi interrogado formalmente. O Inquérito Policial será concluído nos próximos dias e encaminhado ao Ministério Público e ao Poder Judiciário.
 
A investigação contou com apoio da Divisão de Operações com Cães (DOC) da Polícia Penal de Santa Catarina, da Polícia Científica de Santa Catarina e do setor de inteligência da Polícia Civil do Distrito Federal. A ação de captura contou com o apoio da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Santa Catarina, do setor de inteligência da Polícia Civil do Tocantis, de diversas unidades da Polícia Militar do Tocantis (3ª CIPM, 5ª CIPM, 6ª CIPM, 7ª CIPM, 2⁰ BPM, 7⁰ BPM, 10⁰ BPM, 11⁰ BPM, Força Tática, BPChoque) e da Polícia Rodoviária Federal.

JORNAL IMPRESSO
21/06/2024
14/06/2024
07/06/2024
31/05/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS