segunda, 28 de novembro de 2022
Geral
21/11/2022 | 09:03

Município entrega a maior ponte já construída sobre o canal retificado do rio Itajaí-Mirim

O Município de Itajaí inaugurou na manhã deste sábado (19) a ponte Paulo Vicente (Paulo Amândio), nova ligação entre os bairros São Vicente e Cordeiros. A estrutura, que é a maior já construída sobre o canal retificado do rio Itajaí-Mirim, possui 71 metros de comprimento e 39 de vão central, além de quatro pistas, ciclovia e iluminação. Após a cerimônia de inauguração, que foi acompanhada pela comunidade, o trânsito de veículos foi liberado.
 
“As pontes unem, integram as pessoas e, neste caso, ligará dois importantes bairros da cidade, além de trazer desenvolvimento para toda região. Há muito não se faziam pontes em Itajaí por conta do investimento alto, mas com o financiamento internacional que o Município conseguiu, iremos entregar mais três pontes à população”, destacou o prefeito em exercício de Itajaí, Marcelo Sodré.
 
A nova ponte vai conectar os dois maiores bairros de Itajaí, que tem cerca de 60 mil habitantes, por meio das avenidas Agostinho Alves Ramos e Nilo Bittencourt. Além de reduzir distâncias, a estrutura vai melhorar a mobilidade da região criando uma nova dinâmica no trânsito para desafogar o fluxo na ponte Wilson Kleinnubing e facilitar o acesso dos moradores à BR-101. O investimento total é de mais de R$ 9 milhões com recursos do financiamento internacional com o banco Fonplata.
 
“Os benefícios desta ponte são inúmeros, pois temos um gargalo histórico no trânsito dessa região. É uma ponte moderna e que vai melhorar de fato a vida da população, possibilitando um novo eixo viário para a região do São Vicente e Cordeiros”, afirma o secretário municipal de Obras, Márcio José Gonçalves, o Dedé.
 
A obra conta com quatro pistas para tráfego nos dois sentidos, cada uma com 3,55 metros. Há ainda calçadas de 2 metros nos dois lados, uma ciclovia de 2,20 metros, iluminação em LED, sinalização e novos equipamentos de segurança no trânsito, como semáforo e travessias elevadas. Outro benefício desta ponte é que não há blocos embaixo que possam trancar entulhos no rio, garantindo mais segurança à população.
 
Rita Maria Geraldo, moradora de Cordeiros, diz que a ponte irá facilitar o trânsito entre os bairros. “Ficará mais perto para ir ao São Vicente, para ir a BR-101, para ir até a rodoviária, ao médico, pra tudo. Ficou uma beleza, foi algo que o Município fez que beneficiou os dois bairros”, ressalta.
 
Morador do entorno da ponte, Pedro Gomes participou da cerimônia de inauguração da ponte neste sábado e afirmou que a nova estrutura vai facilitar muito a mobilidade entre os bairros São Vicente e Cordeiros. “Agora vai ser bem mais rápido ir de um bairro pra outro e se quiser pegar a BR, por exemplo, não precisa mais fazer o retorno. Agradeço a construção dessa ponte, ficou bem bom, vai favorecer os dois lados e também valorizar os imóveis do entorno”, comenta.
 
A ponte Paulo Vicente recebeu decoração com desenhos do artista Edgar dos Santos. Após o ato de inauguração, o diácono Evaldo Glória abençoou a nova estrutura. Agentes da Coordenadoria de Trânsito (Codetran) e da Guarda Municipal de Itajaí também estiveram no local para orientar o trânsito.
 
Novas pontes
 
O Município de Itajaí tem ainda três projetos de construção de pontes em andamento simultâneo para encurtar distâncias e interligar os bairros da cidade, antes separados pelos rios. Com a estrutura entregue neste sábado (19), as obras somam 308 metros de pistas sobre o rio Itajaí-Mirim. O investimento total nos novos equipamentos ultrapassa os R$ 20 milhões.
 
Além da ligação entre os bairros São Vicente e Cordeiros, uma estrutura ligará as ruas Juca Cesário, no São João, e São Joaquim, no Bambuzal, e outra vai conectar a rua Adolfo Batschauer com o entroncamento das ruas Sidney Schulze e Otto Hoier, entre os bairros São Judas e Cidade Nova. Também está em andamento a execução da nova ponte do Campeche, que será construída em concreto para substituir a atual estrutura de madeira.
 
“Em uma cidade cortadas por rios há uma necessidade de se construir pontes. A infraestrutura precisa acompanhar o crescimento da cidade e impulsioná-lo. Por isso, o Município apostou no financiamento internacional com o Fonplata para executar diversas obras. Não tenho dúvidas dos resultados positivos que isso trará: uma nova dinâmica para os bairros, pessoas mais conectadas e distâncias reduzidas”, salienta o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Rodrigo Lamim. 

JORNAL IMPRESSO
25/11/2022
18/11/2022
11/11/2022
04/11/2022

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS