quarta, 28 de setembro de 2022
Educação
20/09/2022 | 15:30

Municípios que integram a região da Amfri – CoGemfri alcançam bons resultados na avaliação do Saeb que gerou o Ideb/2021

Em momento de transição das escolas do período de atividades remotas por conta da pandemia, voltando aos processos presenciais de atendimento escolar, escolas públicas de todo o país realizaram as provas Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), aplicadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), no final do ano de 2021. As Redes Municipais de Ensino do território Amfri – CoGemfri, viveram os desafios de todo o país para alcançar ou superar as metas estabelecidas pelo Inep nos dois componentes avaliados e nas etapas dos Anos Iniciais e dos Anos Finais, conforme resultados divulgados na última sexta-feira (16 de agosto), em evento virtual.
 
As avaliações contabilizaram dados para o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2021, nos componentes curriculares de Língua Portuguesa e Matemática, junto aos estudantes dos 5º e 9º anos do Ensino Fundamental. A Rede Estadual de Ensino também aplicou provas junto aos estudantes dos 3º anos do Ensino Médio.
 
A Consultora em Educação da AMFRI, Gilmara da Silva, destaca que é válido considerar todo o contexto que envolveu a participação de estudantes nas atividades presenciais ou não, as condições de saúde de muitos estudantes e o acúmulo de aprendizagens que foram trabalhadas em formato diverso do usual (atividades a distância).
 
"A AMFRI ressalta que não pode comparar dados entre municípios, entre escolas e mesmo o município em relação a ele mesmo. Ou seja, dados de abandono e evasão foram impactantes também para o resultado das avaliações", explica.
 
Gilmara ainda destaca o compromisso da AMFRI e do CoGemfri em relação a educação pública gratuita e de qualidade por meio da viabilização de ações territoriais colaborativas e intersetoriais. "Parabenizamos todas as escolas municipais da região, estendendo para todas as escolas públicas do país que enfrentaram bravamente o desafio de oferecer aulas, de forma tão extraordinária, durante a pandemia entre os anos de 2020 e 2021 e, mesmo assim realizaram a avaliação nacional", finaliza.

JORNAL IMPRESSO
23/09/2022
16/09/2022
09/09/2022
02/09/2022

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS