quinta, 30 de junho de 2022
Economia
22/06/2022 | 13:21

Em reunião com o fórum parlamentar, ministro promete recursos para infraestrutura de SC

A Federação das Indústrias (FIESC) participou nesta terça-feira (21) de encontro com o ministro da infraestrutura Marcelo Sampaio Cunha Filho, em Brasília, a convite do presidente do Fórum Parlamentar Catarinense, deputado Darci de Matos. Na ocasião, foi entregue ofício assinado pelo presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, solicitando apoio do ministro a demandas urgentes, como a garantia de crédito extraordinário de mais R$ 140 milhões para o Programa de Conservação, Restauração e Manutenção das Rodovias Federais Catarinenses, além da inclusão no programa do segmento da BR-280 entre Jaraguá do Sul a Mafra.
 
No encontro, o ministro assumiu o compromisso de utilizar os recursos da outorga da extensão da concessão da Rumo para o contorno ferroviário de Joinville. Também assegurou que há recursos garantidos para as obras na BR-282, em Ponte Serrada, via edital que está em andamento. Cunha Filho informou ainda que mais recursos devem ser alocados no lote 1 da BR-280, trecho entre o porto de São Francisco do Sul e o cruzamento com a BR-101, pois os valores investidos pelo governo estadual já foram esgotados.
 
No documento da FIESC, entregue pelo gerente executivo de logística Egidio Martorano, a Federação chamou a atenção para a questão ferroviária do estado. Em reunião recente, a concessionária Rumo apresentou o plano preliminar de investimentos para a Malha Sul, especificamente para Santa Catarina. Há indícios de que Santa Catarina não será suficientemente contemplada com investimentos que são emergenciais. A maior movimentação de carga no Estado se dá no trecho Mafra-São Francisco do Sul, cujo as obras dos contornos nas cidades de Jaraguá do Sul, São Francisco do Sul e Joinville, importantes para maior eficiência do eixo, têm sido postergadas por décadas. 
 
A Federação pediu apoio do ministério junto à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para avaliar o pedido da ArcelorMittal Vega, indústria sediada em São Francisco do Sul, para que sejam retomadas as operações ferroviárias, paralisadas desde 2016. Essa alternativa de transporte atende uma movimentação crescente da companhia (estimada em 46%), na qual a empresa já aportou investimentos na ordem de R$ 8 milhões.
 
O ofício pede ainda que o ministério garanta uma eficiente gestão das obras em andamento das BRs-280 (SC), 470 (SC) e 285 (SC), que receberam investimentos substanciais do governo estadual. O prazo previsto de conclusão no edital das BRs 470 e 280 era no ano de 2017 e 2018, respectivamente. 
 
A FIESC entregou também a Agenda Estratégica para a Infraestrutura de Transporte e a Logística Catarinense – 2022. A publicação é uma iniciativa da entidade, com o objetivo de contribuir para uma maior eficiência logística, fator essencial para a competitividade e desenvolvimento socioeconômico do Estado de Santa Catarina.
 
Na publicação estão contempladas as demandas para todos os modais de transporte, considerando as matrizes: Planejamento, Investimentos, Política e Gestão e o Dever de Casa (logística empresarial). Compõem também a agenda documentos específicos e relacionados com temas estratégicos como uma Agenda Portos, a proposta dos Grupos Técnicos da FIESC: BR101 do Futuro e Oeste SC do Futuro.
 
Além do presidente do fórum parlamentar, participaram da reunião o senador Esperidião Amim, os deputados federais Angela Amin, Carolina De Toni, Peninha e Celso Maldaner, o presidente da Fetrancesc, Dagnor Schneider, e o superintendente do DNIT em Santa Catarina, Alysson Andrade.

JORNAL IMPRESSO
24/06/2022
17/06/2022
10/06/2022
03/06/2022

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS