quinta, 19 de maio de 2022
Saúde
09/05/2022 | 14:12

Secretaria de Saúde estimula adesão ao Programa de Controle do Tabagismo

Você quer parar de fumar? A Secretaria de Saúde de Penha possui um programa específico que vai lhe auxiliar neste processo – que inclui consultas com especialistas e o uso de medicação específica e gradual. O primeiro passo é procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) do seu bairro e solicitar ingresso no Programa Nacional de Controle do Tabagismo, do Ministério da Saúde. O tratamento semestral é totalmente gratuito.
 
“A pessoa que vence o tabagismo, considerado uma doença pela Organização Mundial da Saúde (OMS), tem significativos ganhos em saúde, em qualidade de vida – uma vez que o sistema cardiovascular e respiratório da pessoa é muito afetado pelo hábito de fumar”, explica a médica da UBS do bairro Gravatá, Maria Del Rocio Ruz Ramirez – e quem está à frente do Programa, quem tem ainda o aporte da equipe Multiprofissional da Secretaria e dos profissionais da UBS Gravatá.
 
Durante a consulta inicial, o paciente recebe todas as orientações sobre como ocorrerá o tratamento – que poderá contar com a mediação de psicólogos e nutricionistas. O tratamento ocorre com a utilização de medicamentos como bupropiona e adesivo de nicotina, que são inclusos no tratamento de forma gradual. “O uso não pode ultrapassar os seis meses, uma vez que o paciente poderá ficar dependente da própria medicação”, adianta a médica.
 
A equipe do Programa Municipal de Controle do Tabagismo ressalta ainda uma questão crucial para o sucesso no tratamento: mental. “É preciso que o paciente realmente esteja convicto em conseguir deixar de fumar, por mais difícil que o processo possa ser. A mente é um aliado poderoso neste processo”, pontua a enfermeira responsável pela equipe Multiprofissional, Elenir Catarina Machado Francioni.
 
O secretário de Saúde, Rodrigo Medeiros, observa – visualmente – um crescimento no número de fumantes. Para ele, a questão pandêmica teve forte influência nesta questão. “O tabagismo está associado diretamente à ansiedade, questão fortalecida nestes dois últimos anos diante do isolamento social imposto pela pandemia mundial de coronavírus. Agora, cabe ao poder público oferecer mecanismos para recuperação da qualidade de vida”, analisa.
 
A médica da UBS do Gravatá – profissional natural da Espanha e que há oito anos e sete meses reside e trabalha em Penha, na mesma unidade por meio do extinto Programa Mais Médicos – reforça os ganhos em qualidade de vida das pessoas que conseguem a cura do tabagismo. “Todos os menores vasos do corpo são afetados pela nicotina e tem seu funcionamento obstruído pela substância. Vencendo o vício, é possível que gradualmente o corpo se reestabeleça e o paciente tenha uma vida muito mais saudável”, encerra.

JORNAL IMPRESSO
13/05/2022
06/05/2022
29/04/2022
22/04/2022

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS