quinta, 19 de maio de 2022
Geral
17/01/2022 | 16:16

Previsão de calor intenso exige atenção dos banhistas que irão se refrescar

Com a possível chegada de uma grande onda de calor neste próximo final de semana, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) reitera a importância dos cuidados para banhistas em regiões de água doce e salgada.

 

Segundo a Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), 75% dos afogamentos no Brasil acontecem em lugares com água doce, apesar de muitas vezes pensarmos com maior frequência nos incidentes em água salgada.

É importante salientar também que a maioria das vítimas são homens adultos. Para um mergulho seguro, não superestime a sua capacidade em nadar e avalie possíveis incidentes antes de entrar na água. Para isso, procure regiões rasas, sem correnteza e evite se banhar sozinho. Atente nas sinalizações orientadas pelos guarda-vidas e, se não estiver acompanhado, avise o local que está indo para algum conhecido e qual o horário programado para o retorno.

Atenção redobrada nas crianças. Sempre coloque nelas um colete salva-vidas para aumentar a segurança; considerando que bóias de braço ou outros tipos de bóias dão a sensação de que a criança está segura, porém são ineficazes em possíveis incidentes, podendo se soltar da criança facilmente.

Mas atenção, mesmo com o colete, o adulto deve estar sempre vigilante quando há uma criança na água ou perto dela. Mesmo afogamentos leves, de alguns poucos segundos, podem causar sequelas. Portanto, não tirem os olhos dos pequenos.

No caso das piscinas, não permita que crianças fiquem sozinhas e evite deixar brinquedos no local. Recomenda-se também um ralo antiaprisionamento, pois ele não deixa cabelos e membros presos. Outra orientação é de nunca mergulhar de cabeça pois pode causar mortes ou paralisia e, nos casos de locais domésticos, manter portas de áreas de serviço e banheiros fechadas, guardar baldes e bacias sempre de cabeça para baixo e assegurar que as cisternas, tonéis, poços e outros reservatórios domésticos estejam trancados.

 

Água Salgada

 

Em praias, a grande maioria dos acidentes ocorrem quando os banhistas ignoram os riscos e não respeitam seus limites pessoais. É possível evitá-los, portanto, atenção aos locais de mergulho.

Um dos principais cuidados na hora de tomar banho de mar é ter um olhar atento às correntes de retorno que formam um corredor de refluxo na direção do oceano. Este fenômeno pode carregar um banhista para longe da praia rapidamente, sem que a pessoa se dê conta. Em todos os pontos onde há correntes de retorno, os guarda-vidas sinalizam com a bandeira vermelha. Se tiverem duas ou mais bandeiras, ao entrar na água, não tome banho entre elas e, sim, escolha locais distantes da sinalização.

Caso você se encontre em uma corrente de retorno, nade para o lado. Após conseguir sair da correnteza, aí sim você pode nadar até o raso em direção à praia. Não tente nadar contra a corrente porque você pode se cansar e acabar não conseguindo sair dela.

Se você não souber nadar, não se desespere. Tente sinalizar aos guarda-vidas e banhistas para que saibam da situação e, em seguida, boie até chegar a ajuda. A corrente de retorno tem um fim e não vai te levar para o meio do oceano, então, procure manter a calma.
 

E se eu me afogar?

Para reagir a um princípio de afogamento, o ideal é manter-se calmo e respirar. Tente flutuar, mantendo a barriga para cima e o rosto para fora d’água, com os braços livres, para que você possa chamar por socorro. Caso haja correnteza, da mesma forma, mantenha a calma e não tente lutar contra ela. Em caso de correntezas no rio, deixe suas pernas soltas para que sejam levadas no sentido em que a água está correndo e use seus braços como um leme para se aproximar da margem.

Se você presenciar um afogamento, não tente entrar na água, pois você pode se tornar mais uma vítima. Ao contrário, tente alcançá-la algum objeto para que se segure e flutue enquanto você busca por um guarda-vidas ou aciona a emergência por telefone no número 193.

 

Dicas importantes

  • As crianças, como falamos anteriormente, precisam de um cuidado redobrado. Se você estiver na praia com alguma criança ou pessoa com vulnerabilidade, pegue pulseirinhas de identificação distribuídas gratuitamente nos postos de guarda-vidas.
  • Não caminhe pelos costões porque você pode escorregar e cair na água.
  • Em casos de queimadura por água-viva, lave a região queimada somente com a água do mar e vá até um posto de guarda-vidas. Eles irão te orientar da melhor forma como cuidar da lesão.
  • Procure tomar banho em locais próximos aos postos de guarda-vidas. Cada posto tem um raio de cobertura de 200m. No verão de 2020/2021, 93% dos afogamentos ocorreram fora do local (ou horário) de cobertura dos guarda-vidas. Portanto, respeite as suas orientações. Eles estão atuando voluntariamente para prevenção de incidentes e para socorrer os banhistas.
  • Como saber onde fica o posto mais próximo e como está o mar? Pelo aplicativo “CBMSC CIDADÃO” você pode conferir todas as orientações do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina na sua região e aproveitar a praia com maior segurança. Nesta plataforma, o banhista tem acesso às condições do mar (através das cores das bandeiras), a localização dos postos de guarda-vidas, a incidência de águas-vivas, quais postos possuem as cadeiras anfíbias do projeto praia acessível, bem como, a balneabilidade da água.

 

 

Créditos:
Texto: estagiária Juliana Ferrari
Imagens: Divulgação CBMSC


JORNAL IMPRESSO
13/05/2022
06/05/2022
29/04/2022
22/04/2022

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS