terça, 18 de janeiro de 2022
Política
07/12/2021 | 16:27

Em evento com Kassab, PSD-SC mostra união de pré-candidatos ao governo do Estado

O PSD catarinense reafirmou, em evento na segunda-feira (06), a posição de ter candidatura própria à majoritária no Estado e no país. Reunindo mais de 300 pessoas em São José, o encontro contou com a participação do presidente nacional do partido, Gilberto Kassab, e confirmou nomes para a disputa do próximo ano. 

Em sua fala, Kassab destacou que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco – filiado ao partido em novembro e pré-candidato à presidência da República – vai oferecer uma grande proposta para o país nas eleições de 2022. Ele também defendeu a pré-candidatura à cabeça de chapa do ex-governador Raimundo Colombo, do prefeito de Chapecó, João Rodrigues, e do ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes.

 “Um partido que tem três pré-candidatos desta qualidade, com essa vontade, é uma sigla que está voltada para o sucesso”, destacou o ex-ministro da Ciência, Tecnologia e Comunicações. De acordo com Kassab, o importante neste momento é buscar bons quadros, pessoas qualificadas e mostrar uma proposta diferenciada do modelo atual.

O presidente estadual do PSD, deputado Milton Hobus, lembrou que o partido tem atraído muitas pessoas em SC pela forma de organização e responsabilidade de suas lideranças.

“Estamos preparados para ser a maior sigla do país, trazendo gente boa em todas as regiões. Esse tem que ser o nosso grande desafio em cada cidade: temos que fazer time. Um partido não tem dono, se faz de pessoas. Temos que dar oportunidade para elas colocarem o nome para contribuir”, destacou Hobus.

Hoje, em Santa Catarina, o PSD tem 42 prefeitos, 35 vice-prefeitos e 365 vereadores. No país, são 12 senadores, 34 deputados federais, além de 649 prefeitos, 508 vices e 5.624 vereadores.

O ex-prefeito de Blumenau Napoleão Bernardes destacou que está a serviço do partido para o projeto das eleições 2022:

“Com toda a humildade do mundo, nós estamos para somar e fazer a diferença”.

João Rodrigues afirmou que será candidato se esse for o sentimento dos catarinenses e do partido.

“Não é só de cimento e asfalto que o povo vive. As pessoas precisam de carinho e de respeito. Se for o sentimento do cidadão catarinense, eu gostaria de ser candidato ao governo”.

O ex-governador Raimundo Colombo lembrou de algumas marcas de seu governo no período da crise econômica, destacando incentivos fiscais para setores como o têxtil e a suinocultura.

“Essa tem que ser a diferença do nosso compromisso com a sociedade: as pessoas em primeiro lugar. Não adianta o governo ir bem se o povo está indo mal”, afirmou Colombo.

Demonstrando união e respeito, os três pré-candidatos a governo posaram para fotos de mãos dadas e destacaram que serão o cabo eleitoral número 1 do colega de partido.

Além deles, participaram do evento os deputados federais Darci de Matos, Ricardo Guidi e Hélio Costa, a deputada estadual e vice-presidente do PSD-SC, Marlene Fengler, os deputados estaduais Júlio Garcia e Ismael dos Santos, além da presidente estadual do PSD Mulher, Adeliana Dal Pont, e do prefeito anfitrião, Orvino Coelho de Avila.

Crédito das fotos: Caio Marcelo, Divulgação. 
 


JORNAL IMPRESSO
14/01/2022
07/01/2022
31/12/2021
23/12/2021

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS