domingo, 25 de julho de 2021
Esportes
15/07/2021 | 17:11

Atleta catarinense embarca para Tóquio nesta sexta (16)

A cidade de Itajaí, pela primeira vez, terá um representante do atletismo nos Jogos Olímpicos. Em busca do sonho de conquistar uma medalha olímpica, o itajaiense Rodrigo do Nascimento, 26 anos, embarca para o Japão nesta sexta-feira (16). O velocista foi convocado para a prova individual dos 100m e para a equipe de revezamento 4x100.
 
Os Jogos Olímpicos de Tóquio acontecerão entre 23 de julho e 8 de agosto deste ano. A competição individual dos 100m terá eliminatória no dia 31 de julho e a disputa final deve ocorrer no dia 01 de agosto. Já a prova do revezamento 4X100, feita em grupo, está agendada para o dia 06 do mesmo mês. Rodrigo participará desta competição junto com os atletas Paulo Andre, Felipe Bardi, Jorge Vides e Derick Silva.
 
Desde o anúncio oficial da convocação, feito no dia 01 de julho, Rodrigo vinha treinando no Rio de Janeiro, no quartel da Urca. As condições climáticas da capital carioca e a estrutura física favoreceram o preparo do atleta, que atualmente reside em São Paulo. “Tóquio não está tão frio, então meu treinador e eu optamos por treinar no Rio, onde as temperaturas são mais amenas nesta época do ano”, explicou o atleta.
 
O velocista já estava classificado para os Jogos Olímpicos, quando foram adiados em virtude da pandemia. Determinado a mais uma vez conquistar os índices que o manteriam na competição, o itajaiense chegou a morar alguns meses na Califórnia (EUA), período em que seguiu treinando e competindo.
 
Talento e superação são parte da trajetória
 
Rodrigo do Nascimento iniciou a carreira, aos 14 anos, competindo nos Jogos Escolares de Itajaí. Desde então, nunca mais parou de treinar e competir. O ano de 2021 está sendo um grande ano para o velocista. Além de participar dos Jogos Olímpicos, um objetivo que perseguiu por cerca de 10 anos, recentemente, Rodrigo também se tornou pai.
 
Rosângela Pereira, mãe do atleta, conta que o talento de Rodrigo para a corrida foi logo percebido. "Desde pequeno o meu filho já era uma criança muito ativa. Quando se firmou para caminhar, não caminhou. Ele correu. Como a maioria dos meninos brasileiros, sonhou em ser jogador de futebol. Mas não deu certo porque ele corria mais que a bola”, relembra.
 
Tudo começou com um convite do professor de educação física, Valdecir, para treinar na pista. A mãe relembra que Rodrigo foi acolhido pelo treinador Moser e passou a se dedicar aos treinos e se apaixonar pelas competições. “Com os esforços dele, o apoio da família e do treinador, vieram as primeiras medalhas. A primeira foi nos jogos escolares da cidade e, a partir daí, as conquistas foram vindo de maneira natural”.
 
Um dos maiores desafios para o atleta foi conciliar os treinos com o seu trabalho. Segundo dona Rosângela, desde cedo Rodrigo precisou trabalhar para ajudar nas despesas familiares. "Os treinos dele aconteciam depois das 17 horas. Neste horário a pista não tinha iluminação, então, ele corria iluminado pela lanterna do celular do treinador”, recorda.
 
Saber que o filho vai competir com os homens mais velozes do mundo enche o coração da dona Rosângela de alegria e orgulho. “Quando ele iniciou a sua carreira, eu não imaginava que iria tão longe. Mas hoje o sonho de meu filho é também o meu sonho. Desejo pra ele e toda equipe brasileira muitas bênçãos, sorte e sucesso. E bora lá em busca do ouro olímpico!”, diz a torcedora.
 
Algumas conquistas do Rodrigo
 
* Campeão Mundial de Revezamento 2019 - Yokohama - 1º lugar 4x100m
* Campeão Panamericano de Revezamento - Lima 4x100m
* Campeão Sul-americano - 1º Lugar 100m - Lima – 2019
* Campeão Mundial nos Jogos Militares, na China, no Revezamento 4x100
* Participação inédita na prova mais nobre do atletismo – 100m- Qatar 2019

JORNAL IMPRESSO
23/07/2021
16/07/2021
09/07/2021
02/07/2021

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS