terça, 21 de setembro de 2021
Saúde
13/07/2021 | 16:46

Município de Itajaí registra redução dos casos de dengue

As ações de controle do mosquito Aedes Aegypti, promovidas pelo Município de Itajaí, reduziram os casos confirmados de dengue nos últimos meses. Em junho, apenas 16 casos da doença foram registrados – o número representa uma redução de 87,5% em relação a abril (129 casos) e de 84,1% no comparativo com maio (101 casos). Aplicação de inseticida, reforço nas visitas de orientação dos agentes de endemias e mutirão de limpeza foram algumas estratégias adotadas para conter a proliferação do mosquito transmissor.
 
Com o aumento de casos registrados em 2021, a Secretaria de Saúde de Itajaí, por meio do Programa de Controle da Dengue, intensificou as atividades nas áreas de transmissão da doença. Ao todo, 145.530 visitas nas casas foram realizadas pelos agentes do município somente neste ano, além de 76 aplicações de inseticida para bloqueio de casos.
 
Itajaí possui uma estrutura de prevenção e contenção da doença em situações mais críticas. “Sabíamos que haveria casos de dengue na cidade, por isso temos as estratégias planejadas para conter o avanço da doença. Agora, com a queda das temperaturas, o trabalho continua para evitar que tenhamos um surto da doença no próximo verão”, destaca Lúcio Vieira, coordenador do Programa de Controle da Dengue de Itajaí.
 
As visitas de orientação dos agentes de endemias nas residências continuam sendo realizadas nos bairros São João, Cidade Nova e Barra do Rio. “Além das atividades de prevenção da transmissão da dengue, a colaboração da população é fundamental para o combate do avanço da doença”, completa Vieira.
 
Como se prevenir
 
Para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, é importante que algumas ações simples sejam tomadas pela população, como:
 
- Evitar o uso de pratos nos vasos de plantas, mas caso seja utilizado, colocar areia até a borda;
- Guardar garrafas como gargalo virado para baixo;
- Manter tampas nas lixeiras;
- Vedar os depósitos de água, sem qualquer abertura;
- Tratar a água da piscina com cloro e limpá-la uma vez por semana;
- Manter ralos fechados e desentupidos;
- Lavar com escova os potes de comida e de água dos animais no mínimo uma vez por semana;
- Retirar a água acumulada em lajes;
- Dar descarga no mínimo uma vez por semana em banheiros pouco usados;
- Manter a tampa do vaso sanitário fechada;
- Evitar o acúmulo de entulho, pois ele pode se tornar local de foco do mosquito da dengue.
 
Caso souber da existência de possíveis criadouros de Aedes Aegypti, entre em contato com a Secretaria Municipal de Saúde pelo telefone (47) 3249-5573.

JORNAL IMPRESSO
17/09/2021
10/09/2021
03/09/2021
27/08/2021

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS