domingo, 20 de junho de 2021
Geral
09/06/2021 | 18:57

Psicóloga Maria Rafart fala sobre o "linchamento virtual"

Maria Rafart


 Freud, em seu texto “Psicologia das Massas”, estuda o comportamento humano quando está em grupo. Como nos casos de torcidas em estádios, por exemplo, chega um momento em que o “eu” de cada pessoa se anula, e esta pessoa passa a se comportar como a massa. As quebradeiras nos estádios que o digam. É como se houvesse uma espécie de anulação da própria vontade a serviço de algo bem maior, e alguém que nunca quebraria nada em sua casa de repente está colocando abaixo as grades de proteção do estádio.
Vamos imaginar o linchamento de um atropelador que fugiu. Uma vez em poder da multidão, ele pode ser trucidado. ... Talvez, se cada um dos linchadores estivesse atuando em separado, nenhum deles agrediria fisicamente o fujão.
A internet é palco de muitos linchamentos virtuais. Um internauta apoia o outro e juntos formam um movimento compacto. Os linchamentos de internet são chamados de “cancelamentos”, mas na realidade funcionam como se fossem a mesma massa que Freud estudou lá em 1921 (há exatos 100 anos!).


O caso de Whinderson Nunes é emblemático: ele foi considerado pela “massa de internautas” vítima de uma suposta traição da ex Luísa Sonza com Vitão. Mesmo que recentemente ele tenha afirmado que “eu que terminei e não foi por traição”, a galera ainda cai em cima dela.
E numa correlação maldosa, nesta semana ela foi considerada “culpada” pela morte do filho prematuro do comediante. Novamente o tribunal da internet pressionou a agora frágil Luísa, ameaçando-a de várias formas.
O medo é uma emoção protetiva, e é justo que todos tenhamos medo para nos proteger. Quando o medo é constante, passa a ser um sério elemento estressor, e ele pode causar o que se chama popularmente de “estafa”, ou Síndrome de Burnout, que é uma espécie de curto-circuito emocional. A sensação de fragilidade aumenta perigosamente, a ansiedade pode se tornar generalizada e pode originar ataques de pânico. Numa escalada, a ansiedade pode criar uma pessoa retraída e com várias fobias.
O recolhimento de Luísa Sonza e seu afastamento das redes sociais (ela que, como artista, precisa das redes profissionalmente), sinaliza um evento psicológico desta dimensão. Certamente ela será atendida por profissionais da psicologia e da psiquiatria, e poderá reagir. Mesmo assim, podem restar sequelas a serem tratadas a longo prazo, como temor constante da opinião alheia e uma necessidade crescente de aprovação de terceiros.


JORNAL IMPRESSO
18/06/2021
11/06/2021
04/06/2021
28/05/2021

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS