sexta, 24 de setembro de 2021
Educação
18/05/2021 | 16:45

Alunos de robótica da escolas de Itajaí receberam troféu pela participação no Torneio Regional da FLL

Os alunos que fazem parte da equipe de robótica, da Escola S de Itajaí, a Cyber Hunters, receberam o troféu de premiação referente à participação deles na fase regional da First Lego League (FLL), que aconteceu no mês passado, totalmente online e reuniu 85 estudantes da Escola S, integrada por SESI e SENAI, e de escolas da rede pública e privada do Estado. 
 
A equipe de Itajaí ficou com o segundo lugar na categoria Core Values. Nesta etapa do torneio, os juízes avaliam se as equipes cumprem os requisitos de manter a competição amigável, com ganho mútuo. Deste modo, o trabalho em equipe, com inclusão, diversão e inovação são considerados.
 
“Para mim, foi algo inovador, uma nova experiência na minha vida e mais legal do que eu esperava. Aprendi muitas coisas, aprendi a trabalhar em equipe e a como funciona a FLL, que eu vejo deste criança e sempre quis participar. Fico feliz em ter participado e ter ficado em segundo lugar nos Cores. Espero que possamos crescer futuramente e, no próximo campeonato, possamos ganhar, sempre trabalhando em equipe”, destacou o estudante Eduardo Collet.  
 
Todos os anos, a FLL propõe um tema para que os estudantes possam desenvolver seus projetos. Para esta temporada o tema é RePLAY, que desafia jovens a repensarem espaços para exercícios, competições e brincadeiras com foco na realidade atual e pensando no futuro.
 
A equipe Cyber Hunters, da Escola S, desenvolveu uma pulseira inteligente com sensor cardíaco que se comunicará com um aplicativo de smartphone via bluetooth, capaz de monitorar os batimentos cardíacos do usuário e detectar aumento da atividade física. A ideia surgiu depois de uma pesquisa realizada pelos estudantes que constatou o que o sedentarismo está atrelado a falta de tempo ou motivação das pessoas em se exercitar. Além disso, as pessoas com alguma deficiência física ou com problemas cardíacos necessitam de monitoramento e suporte especializado para realizar atividades, caso não tenham, acabam não fazendo atividades físicas.
 
O Ensino Médio da Escola S, tem uma história bem recente com robótica. No fim de 2019, o SESI Itajaí começou a desenvolver alguns projetos de robótica com a comunidade e com os alunos da escola, com o objetivo de trazer a educação mão na massa, o Maker para mais perto deles, onde o descobrir e o desenvolver o projeto faz parte da educação dos estudantes. 
 
“Este ano, tivemos a oportunidade de formar uma equipe e participar da competição já nos destacando na categoria core values, que é uma categoria muito interessante, pois ela trabalha exatamente os valores da FLL. (...) É uma pena que não conseguimos nos classificar para a etapa nacional, mas pela primeira participação deles, numa competição tão importante para Santa Catarina, com tantas equipes referência em competições nacionais e internacionais, essa classificação nos orgulha muito”, lembrou o supervisor do Ensino Médio SESI SENAI na Foz do rio Itajaí, Anderson Colla. 
 
A equipe de robótica da Escola S de Itajaí, a Cyber Hunters é formada pelos estudantes, Alisson Alves Bastos, Eduardo Moreira Freire Collet e Ian Marcos Pinheiro de Santana, todos com 16 anos de idade e pelo técnico, Filipe Berkenbroch Capella.

JORNAL IMPRESSO
17/09/2021
10/09/2021
03/09/2021
27/08/2021

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS