domingo, 28 de fevereiro de 2021
GERAL
18/02/2021 | 15:47

Enfrenta Porto: resultados dos primeiros 6 meses de projeto

Criado em julho de 2020, o projeto Enfrenta Porto: Juntos na batalha contra a Covid-19 completou em janeiro seis meses de execução na Superintendência do Porto de Itajaí. O projeto foi concebido no intuito de criar uma cultura de prevenção, buscando-se evitar contaminações em um ambiente de trabalho essencial, que não parou nenhum dia durante a pandemia e teve de se adaptar.

?O Porto de Itajaí rapidamente entendeu que não era só uma questão de equipamento e infraestrutura, que era necessário embutir nos nossos colaboradores e em toda a comunidade portuária as questões de prevenção. Com isso garantimos o funcionamento dessa atividade que é essencial para a nossa economia e para a logística de insumos importantes no combate a pandemia?, enfatiza Fábio da Veiga, Superintendente do Porto de Itajaí.  

Para que o objetivo principal fosse alcançado (prevenção), foram executadas diversas atividades como: triagens, monitoramento de casos suspeitos e positivos, diálogos de conscientização em saúde, dentre outras ações.

Triagens

As triagens foram criadas para evitar que o colaborador trabalhe com suspeita de infecção por coronavírus. Para isso, os profissionais de saúde ficam a postos nas entradas de turno de segunda a sexta. São feitas duas principais perguntas: ?Você está apresentando algum sintoma gripal, como: coriza, tosse, febre? E ?você teve contato com algum caso positivo que saiba? ?, quando o colaborador relata dois ou mais sintomas ou contato com caso positivo, ele é orientado a procurar atendimento médico.

Foram realizadas de segunda a sexta, entre julho e dezembro, 7 triagens por dia, em turnos distintos. Em média, por dia, passaram 80 pessoas pela triagem. Foram realizadas, em média, 142 triagens por mês. Somando a média diária de pessoas triadas, foi realizado em 2020 mais de 10 mil triagens.

Diálogos de conscientização

A equipe do projeto Enfrenta Porto realiza diálogos de conscientização periodicamente com os colaborados da Superintendência do Porto de Itajaí para reforçar sobre a importância de práticas primordiais de prevenção e saúde. Além dos assuntos relacionados à COVID-19, a equipe preparou diálogos sobre assuntos que discutem a relevância de hábitos saudáveis.

Entre julho e dezembro, foram realizados 90 diálogos de conscientização com os seguintes temas: Uso correto das máscaras; higiene do ambiente de trabalho; fontes seguras de informação; porque não testar todos; sintomas da COVID-19; possibilidade de reinfecção; grupos de risco e a COVID-19; sistema imunológico; utilização da máscara e higienização das mãos; tabagismo; hipertensão; diabetes; automedicação; desenvolvimento das vacinas; uso racional de medicação; vacinas e grupos prioritários e importância da comunicação antecipada.

Médelin Pitrez dos Santos, Coordenadora de Meio Ambiente, Segurança do Trabalho e Sustentabilidade da Superintendência do Porto de Itajaí, relata que a presença da equipe de saúde no cotidiano do Porto foi crucial para o controle do número de casos de COVID-19:

?Antes da criação do projeto, alguns meses antes do vírus chegar ao Brasil, nós já estávamos implantando uma série de medidas sanitárias estruturais e adquirindo equipamentos de proteção individual (EPIs), mas no decorrer dos dois primeiros meses de pandemia no Brasil, percebemos que medidas educativas eram necessárias. Nesses seis meses de projeto, pudemos ter certeza que o diálogo e as triagens realizadas pela equipe de saúde foram a chave para redução no número de casos?, conta Médelin.

Atendimento em saúde

Desde a criação do projeto Enfrenta Porto, foi viabilizado aos colaboradores o atendimento dos profissionais de saúde no qual foi disponibilizado: esclarecimento de dúvidas sobre saúde em geral; orientação referente à COVID-19; aferição de pressão arterial; verificação da saturação, frequência cardíaca e de temperatura.

Entre julho e dezembro, foram realizados 360 atendimentos, notando-se que, de modo geral, houve uma maior busca dos colaboradores pelos serviços e orientações da equipe de saúde do projeto no decorrer do ano.

?O projeto apresentou excelentes resultados nesses meses de execução, os colaboradores demonstram cada vez mais confiança no projeto e na equipe de saúde, e o interesse e a participação nos diálogos têm aumentado, vemos que muitos entenderam que a conscientização e prevenção é o caminho para vencermos essa batalha?, destaca Kamille Simas, farmacêutica e responsável técnica da Superintendência do Porto de Itajaí.

Monitoramento dos casos suspeitos e positivos

Durante os 5 primeiros meses de projeto, a equipe Enfrenta Porto monitorou 160 casos, sendo que deste total 38 testaram positivos para COVID-19, e 90 casos suspeitos foram descartados.

Houve uma redução no número de colaboradores afastados, já que nos primeiros meses da pandemia o Porto afastou um número significativo de colaboradores em um período bem próximo. Após a criação do projeto, no primeiro mês completo, o percentual reduziu.

?Eu acredito que essa gestão tem sido eficaz e eficiente, que tem trazido números muitos bons, não só para a Superintendência do Porto de Itajaí no seu âmbito interno, mas para toda a comunidade portuária da qual a gente atua nessa gestão. Isso engloba arrendatários, motoristas de caminhões, trabalhadores portuários avulsos. E porque eu digo isso? Porque por exemplo, temos 150 trabalhadores e até o momento houveram apenas 38 infecções e nenhuma delas, felizmente, evoluindo para o caso grave?, finaliza Fábio.

Compartilhar
JORNAL