terça, 02 de março de 2021
GERAL
12/02/2021 | 10:51

BC: Campanha Fevereiro Roxo conscientiza sobre Alzheimer, lúpus e fibromialgia

O mês de fevereiro é marcado pela campanha nacional Fevereiro Roxo, criada como forma de conscientizar a população sobre Alzheimer, lúpus e fibromialgia, patologias que não têm cura conhecida pela medicina. Porém, apesar de serem doenças incuráveis, a Secretaria de Saúde de Balneário Camboriú apresenta alternativas para que o portador tenha qualidade de vida, como tratamentos e diagnóstico precoce.

De acordo com a reumatologista, Cáris de Rezende, quanto mais cedo o diagnóstico, maiores as chances de uma resposta positiva ao tratamento, podendo até mesmo retardar os sintomas. "Doenças reumatológicas podem acometer pessoas de qualquer idade e, na maioria das vezes, iniciam no adulto jovem. Os sintomas são dores nas articulações, coluna e/ou lombar persistentes, que durem mais de seis semanas, especialmente acometimento de várias articulações, incluindo das mãos e dos pés", explica.

De acordo com Cáris, na fibromialgia os sintomas são de dor espalhada em todo o corpo, associada a insônia e sintomas depressivos. Já o lúpus ocorre quando o próprio sistema imunológico ataca tecidos saudáveis do corpo por engano, afetando diversos órgãos e tecidos do corpo, como pele, articulações, rins e cérebro.

Os portadores destas doenças reumatológicas são atendidos nos ambulatórios de especialidades da Secretaria de Saúde, para realizar acompanhamento prévio e construção de diagnóstico. "Por serem doenças multifatoriais, também realizamos o acompanhamento multiprofissional ambulatorial, com médico psiquiatra, nutricionista, neurologista", explica o diretor de Ações Especializadas da Secretaria de Saúde, Victor Moreira.

Alzheimer
O Alzheimer, geralmente, se manifesta a partir dos 60 anos de idade, provocando perda da capacidade cognitiva, da memória e demência. A doença destrói as funções do cérebro e não tem cura. Portadores de Alzheimer, assim como de fibromialgia e lúpus, recebem acompanhamento no Núcleo de Atenção ao Idoso (NAI), além dos ambulatórios de especialidades.

A Secretaria de Saúde oferece acompanhamento e tratamento para portadores do Alzheimer, inclusive com a entrega de medicação. Diante de suspeita da doença ou anormalidades relacionadas ao esquecimento, o paciente deve procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS). A partir daí, se for o caso, ele será encaminhado ao especialista.

Para as três patologias, Victor recomenda adotar hábitos de vida mais saudáveis, que devem ser aplicados ao longo da vida, como controle de doenças prévias (hipertensão, diabetes, obesidade); combate ao sedentarismo, com a prática de atividade física regular; evitar o tabagismo; e alimentação saudável.

Compartilhar
JORNAL