terça, 02 de março de 2021
GERAL
21/01/2021 | 15:03

NAVEGANTES: DABA realiza feira de adoção de cães e gatos nos dias 23 e 30 de janeiro

O Departamento de Assistência e Bem-Estar Animal (DABA) realiza feira de adoção nos próximos dois sábados, dias 23 e 30 de janeiro. 

A feirinha é aberta ao público e acontece das 9h às 12h, na sede do DABA, localizada na Av. Cirino Adolfo Cabral, 3333, no bairro Meia Praia. Estarão disponíveis para adoção, cães e gatos que atualmente estão sob os cuidados provisórios do departamento.

A ação é uma realização da Secretaria da Saúde, com a coordenação do DABA. 

Reestruturação

Com a mudança de gestão neste começo de ano, o Daba passa por uma reestruturação. O município realizou recentemente a contratação de uma nova veterinária, que já está trabalhando no departamento. 

Com a nova integrante na equipe, o DABA está programando a realização de um mutirão de castração de animais em situação de rua e sob a tutela de pessoas de baixa renda do município. A coordenação do local ainda não definiu uma data, mas a ação sanitária irá acontecer em breve. Atualmente, são quase mil animais na fila de espera para serem castrados. 

Além disso, a Secretaria de Saúde realizou nos últimos dias uma licitação para aquisição de vacinas, rações e microchips.

Segundo a Secretária da Saúde, Luciane Ângela Nottar Nesello, os microchips servem para identificar os animais já cadastrados pelo DABA, incluindo os animais com tutores e aqueles em condição de rua, que podem ser devolvidos ao local de origem onde foram resgatados.

A diretora da Vigilância Sanitária, Gabriela Barreto dos Santos, dá mais detalhes sobre a microchipagem. "O microchip fica implantando entre as escápulas, uma região estratégica determinada internacionalmente, para que os animaizinhos, aos serem resgatados pela segunda ou terceira vez, possam ser identificados e não passarem por um novo procedimento cirúrgico". 

Além disso, o microchip também auxilia os servidores do DABA a identificar os animais abandonados ou que acabaram fugindo de casa e seus respectivos tutores.

Em geral, há uma concepção errada sobre a microchipagem. Diferente do que alguns pensam, o microship não serve como rastreador - não há um GPS nele. Ele serve unicamente para identificação do animal e, caso tiver, do seu tutor.

A microchipagem de animais por meio do DABA está regulada pela Lei Municipal nº 3.100/2016.

Autor: Rodrigo Ramos da Silva

Compartilhar
JORNAL