sexta, 27 de novembro de 2020
GERAL
23/10/2020 | 13:04

Estado lança Programa Orla Segura e projeto para certificar mais praias com o selo Bandeira Azul

O governador Carlos Moisés e o presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Leandro Mané Ferrari, lançaram nesta quinta-feira, 22, na Capitania dos Portos em Florianópolis, o Programa Orla Segura, de ordenamento Náutico de Santa Catarina e o Estudo de Viabilidade do selo Bandeira Azul. Os atos visam fortalecer e dar mais segurança ao turismo no estado.

?As ações são voltadas para as pessoas. Somos o estado mais azul do Brasil. Nossos balneários, nossas praias são ecologicamente sustentáveis. Os dois projetos lançados se complementam, fazendo com que Santa Catarina continue sendo um grande atrativo turístico. É parte do que o Governo do Estado tem feito, que é colocar o dinheiro onde ele efetivamente deve estar?, disse o governador.

>>> Mais fotos na galeria 

O Programa Orla Segura vai garantir mais segurança ao tráfego aquaviário e aos banhistas nas praias, com o balizamento nas áreas reservadas. Contempla ainda a compra dos equipamentos necessários, como boias, manilhas, sapatilhas, poitas, distorceres, cabos e placas de sinalização. O investimento do Governo do Estado será de R$ 1 milhão.

De acordo com o presidente da Santur, serão beneficiados cerca de 25 municípios do litoral catarinense, com impactos diretos no segmento do turismo náutico. ?É um projeto pioneiro no país. Uma parceria com a Capitania dos Portos e a Marinha do Brasil para que possamos de fato fazer com que as nossas orlas comecem a ser olhadas com mais segurança. Vamos regrar e, assim, fazer com que a vida humana seja preservada. Tanto os banhistas, quanto as embarcações vão ter limite de onde podem chegar e circular?, explicou Mané.

Para o comandante dos Portos de Santa Catarina, Alexandre Lopes Viana de Souza, Santa Catarina tem uma grande vocação para o turismo náutico e a segurança das embarcações que estão servindo para esporte e recreio é uma grande preocupação. ?Por isso, essa parceria vai com certeza aumentar a segurança e melhorar a qualidade do turismo do estado?.

Programa Bandeira Azul

O Estudo de Viabilidade do Programa Bandeira Azul pretende aumentar o número de praias reconhecidas pelo programa internacional em Santa Catarina. O valor para realização do projeto é de R$ 80 mil. A primeira etapa será a avaliação das condições das praias catarinenses e a seleção das 40 com melhor histórico de balneabilidade. Posteriormente, a avaliação presencial e o relatório com as recomendações para sua inclusão junto ao programa.

Das 18 praias e seis marinas contempladas no Brasil, 13 praias e duas marinas são de Santa Catarina. O hasteamento da Bandeira Azul assegura aos visitantes mais informações sobre os locais, qualidade da água e ações de educação ambiental.

?Queremos aumentar esse número. O estado vai ajudar os municípios a conquistar o selo que traz um turismo ainda mais qualificado, que não chegava no Brasil. Hoje Santa Catarina já começa a receber turista que só procura ambiente Bandeira Azul, com selo de sustentabilidade ambiental?, destacou Mané.

A coordenadora Nacional do Projeto Bandeira Azul, Leana Bernardi, salientou que os municípios terão ferramentas para entender as reais possibilidades de conseguir a certificação. ?Santa Catarina já se destaca com o Bandeira Azul e é muito importante para promover o estado cenário internacional, vai colocar Santa Catarina como principal destino de sol e praia da América do Sul?.

Também participaram do evento o presidente do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA), Valdez Rodrigues Venâncio, a deputada estadual Paulinha e o secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico de Bombinhas, Carlos Cândido.

 

>>> Santa Catarina aumenta o número de certificações no Programa Bandeira Azul

Compartilhar
JORNAL