sexta, 27 de novembro de 2020
GERAL
20/10/2020 | 16:22

Sociedade Catarinense de Reumatologia alerta para a prevenção e diagnóstico da Osteoporose, doença silenciosa que aumenta o risco de fraturas

Geralmente associamos alguma doença com a presença de dor. Porém, diferente das demais doenças reumatológicas, a Osteoporose é silenciosa e na maioria dos casos a dor só aparece quando provavelmente há uma fratura.

 

Para alertar sobre a prevenção e a importância do diagnóstico precoce, a Sociedade Britânica de Osteoporose, estabeleceu,em 1996, o dia 20 de outubro como o Dia Mundial da Osteoporose.  ?Justamente por ser uma doença silenciosa é que merece muita informação. As pessoas precisam conhecer as causas que levam à osteoporose e entender que há muitas formas de prevenir e tratá-la?, destaca a presidente da Sociedade  Catarinense de Reumatologia (SCR), Dra. Juliane Aline Paupitz. Ao longo deste mês, a SCR,  junto com seus médicos especialistas, apostam em ações de informação e conscientização para chamar a atenção das pessoas sobre a doença. 

 

Vale lembrar que a osteoporose - que surge em função da perda óssea que aumenta com o envelhecimento, falta de cálcio, diminuição de alguns hormônios e maus hábitos - torna o osso mais poroso, frágil e com maior risco de fratura. No Brasil, de acordo com dados do Ministério da Saúde, 10 milhões de brasileiros sofrem da doença. Já a Organização Mundial da Saúde (OMS), traz um dado bem importante, 1 em cada 3 mulheres acima de 50 anos sofrerá alguma fratura devido à Osteoporose. Ainda de acordo com a OMS, aproximadamente 30% das pessoas com mais de 65 anos sofrem quedas e 20% morrem no período de um ano depois de fraturar o quadril.

 

No geral, 61% das fraturas osteoporóticas ocorrem em mulheres. Em 2050, a incidência mundial de fratura de quadril em homens deverá aumentar em 310% e 240% em mulheres, em comparação com as taxas da década de 1990, isso devido ao aumento de população e os hábitos, sem contar que historicamente o homem frequente menos o médico do que as mulheres. Os poucos estudos realizados em homens no Brasil mostram que a prevalência de osteoporose na população masculina com mais de 65 anos é em torno de 15%, enquanto que a prevalência de fraturas fica entre 12 e 20%.

 

É possível prevenir a Osteoporose?

 

Segundo a Dra. Juliane Aline Paupitz, a osteoporose pode ser evitada com hábitos saudáveis como exercícios físicos, boa ingestão de cálcio através da alimentação  e a exposição diária ao sol, por, pelo menos, 15 minutos ao dia. ?A perda óssea inicia-se após os 30 anos de idade, então além desses hábitos sugeridos para evitar o surgimento da osteoporose, é importante visitas regulares ao médico reumatologista, já que a doença é silenciosa?, explica a reumatologista.

Compartilhar
JORNAL