segunda, 19 de outubro de 2020
23/09/2020 - 19:02

Escritório da Apex-Brasil no Sul completa um ano de operações e contabiliza resultados positivos

O escritório para a Região Sul da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), instalado na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), completou um ano de operações em setembro e a acumula bons resultados neste primeiro ano de operações. Inclusive, a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que poderia ter sido um empecilho para as ações da entidade, na verdade foi um desafio que vem sendo combatido.

?Na medida em que reuniões individuais presenciais foram mais restritas, seguimos com atendimentos por whatsapp, e-mail e telefone. Os eventos presenciais foram substituídos por webinares e estamos em preparação para a primeira rodada de negócios virtual com empresas da região Sul e compradores internacionais?, comemora o representante Escritório Sul da Apex-Brasil, Márcio Guerra de Carvalho. A unidade gaúcha da Apex também realiza, em 8 de outubro, um webinar para discutir a importância da atuação regional integrada no Sul do Brasil.

Entra as ações que ganharam destaque também neste primeiro ano de operações do escritório Sul da Apex estão o mapeamento de oportunidades de nichos específicos [envolvendo a capacitação para exportação de cooperativas setor agronegócios, da noz-pecan e dos lácteos] e a instituição e estreitamento de parcerias locais com entidades relacionadas ao comércio exterior e internacionalização, inclusive englobando parques tecnológicos e startups dos três estados do Sul. ?Em Santa Catarina nos aproximamos bastante da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) para prospectar clientes e divulgar ações, como o Programa de internacionalização de Startups do Start Out Brasil.

O escritório regional para a Região Sul da Apex-Brasil também está intensificando a divulgação dos serviços de capacitação, qualificação e promoção comercial para micro pequenas e médias indústrias e cooperativas e busca realizar aftercare de investidores nos estados, sempre em parceria com as secretarias de desenvolvimento. Também disponibiliza a customização de ferramentas e projetos para promover um maior aproveitamento da vocação econômica da região. 

Segundo Carvalho, o Sul tem um parque tecnológico diversificado e amplo, o que abre várias possibilidades de frente de trabalho e apoio. ?Então, desde o potente agronegócio [grande carro chefe de exportações como nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina], passando por setores têxtil em SC, vinicultura no RS e exportação de móveis e serviços no PR, estamos abertos a ajudar a desenvolver mais ainda os negócios internacionais da Região Sul, diminuindo a distância entre aqui e grandes projetos da Apex-Brasil, com sede em Brasília?.A diversidade e capilaridade dos empreendimentos, que são diversos e perpassam toda a extensão de cada um dos três estados, são outros diferenciais do Sul do Brasil.

Programas

Entre os programas desenvolvidos pela unidade estão o atendimento a empresas de todos os setores de produtos e serviços que desejam exportar, fazendo a triagem e diagnóstico e encaminhamento para núcleos de capacitação qualificação para exportação, quanto para projetos setoriais de promoção comercial. ?Temos assento também em conselhos de comércio exterior, como a Associação Comercial do Paraná, Ecossitema de internacionalização de SC com a Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) e no Conselho de Comex da Fiergs. Conseguimos ainda apoiar oficinas de competitividade temática presenciais até início de março e, em conjunto com a Fiesc, realizamos o lançamento do Estudo de Oportunidades para Indústria e Serviços de Santa Catarina.? 

Sexta, 16 de outubro de 2020
UTILIDADE PÚBLICA SEMASA
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros