segunda, 06 de julho de 2020
02/06/2020 - 14:25

Projeto Aperfeiçoando Saberes de Camboriú adere também a modalidade não presencial

Visando contribuir com os profissionais da educação de Camboriú neste momento de pandemia vivida em todo o mundo, o Projeto Aperfeiçoando Saberes também adere a modalidade não presencial e a partir desta semana inicia as oficinas. Neste primeiro momento a temática é voltada para planejamento de aulas não presenciais: criando e abordando assuntos; classroom; portal educativo e como avaliar o aluno neste período de aulas não presenciais.

?Compreendemos o momento atípico que estamos vivendo por conta do Covid-19, no entanto, a educação não vem medindo esforços para se reinventar e buscar alternativas de boas práticas que possam contribuir para com os nossos profissionais neste desafio que é a aula não presencial. Nosso maior objetivo é sempre avançar, de modo a proporcionar mais qualificação aos nossos profissionais, que consequentemente refletirá em nossos alunos. Estes momentos específicos, foram pensados no sentido de contribuir e orientar da melhor forma os professores neste momento?, destaca a secretária de Educação, Alecxandra Vitorassi Rosa.

Para a realização dos cursos de formação continuada não presencial, foi montado uma estrutura toda equipada e adaptada com material de suporte para os profissionais da educação infantil e dos anos iniciais na Secretaria Municipal de Educação, o qual os palestrantes estão utilizando, de forma individual, para gravar as aulas. Para os profissionais dos anos finais a formação foi de forma virtual, em tempo real para o grupo de professores. O projeto visa atender os profissionais da educação infantil, dos anos iniciais e finais.

Projeto

O Projeto Aperfeiçoando Saberes é uma formação continuada, ofertada na hora atividade do docente e em períodos noturnos, que iniciou em 2019, com a proposta de atingir todos os profissionais da rede municipal de ensino, ligados diretamente a educação. No primeiro semestre somente com os professores dos anos iniciais, no segundo semestre educação infantil e no decorrer do ano atendeu também os anos finais.

Os workshops abordaram os mais diversos temas, sempre com foco no campo da experiência e diretrizes fundamentais para o bom desenvolvimento das crianças. Abordando inclusive a elaboração da matriz curricular, de forma 100% colaborativa com os profissionais do Magistério, para reconstruir a Base Nacional Comum Curricular (BNCC, 2017) do Ministério da Educação (MEC).

O projeto une a teoria com a prática, criando um embasamento pedagógico moderno e qualificado, pois identifica os aspectos teóricos e científicos, construindo o planejamento de propostas de experiências a serem aplicadas para as crianças.

anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros