quarta, 08 de julho de 2020
28/05/2020 - 10:02

Penha: Vigilância Epidemiológica aplicará larvicida contra dengue neste sábado, dia 30, no São Nicolau

A Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de Penha promove neste sábado, dia 30 de maio, um mutirão para o combate à dengue no bairro São Nicolau, interior do Município. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a mobilização ocorrerá em todo período da manhã (das 8h às 12h), em virtude da constatação de três novos focos nesse bairro, e também de três casos novos da doença no Nossa Senhora de Fátima.

Alexandre Deolindo, coordenador do programa local de combate à dengue, informa que o tratamento com larvicida será aplicado nas principais ruas do São Nicolau, e haverá distribuição de panfletos educativos sobre o mosquito Aedes Aegipty. No caso do Nossa Senhora de Fátima, de onde surgiram os casos novos, essa comunidade já tem sido amplamente atendida e pulverizada. Os pacientes estão sendo monitorados e passam bem. Atualmente, a Secretaria de Saúde contabiliza 270 focos da doença em toda a cidade.

Essa é mais uma ação contra a doença na cidade. No último dia 9 de abril, um total de oito quarteirões do Nossa Senhora de Fátima recebeu aplicação de inseticidas contra a dengue, em Penha, onde dois moradores testaram positivo.

O procedimento técnico normatizado pelo setor foi cumprido na ocasião, com um raio de 150 metros imunizados, mobilização que iniciou na marginal da Rodovia Paulo Stuart Wright (a popular Variante) em direção ao bairro, e 10 litros de inseticida aplicados, suficientes para pulverizar a área frontal de cerca de 300 residências, segundo detalhou o secretário Sérgio de Mello.

Os casos identificados de dengue em Penha são os chamados ?autóctones?, ou seja, foram transmitidos dentro do próprio Município, o que tem elevado o alerta de combate à doença.

Cuidado com água parada

A dengue é doença febril grave causada por um arbovírus, transmitido pelo transmissor (vetor), o mosquito Aedes Aegypti, que precisa de água parada para se proliferar. A Saúde de Penha pede então que todos reforcem a higienização de seus lares, e verifiquem se há espaços de acúmulo d?água no entorno.

A dengue, na maioria dos casos, tem cura espontânea depois de 10 dias. O repouso, o consumo d?água e a hidratação por soro são indicados, além de não se buscar a automedicação.

Terça, 07 de julho de 2020
Gravatá vai ganhar Policlínica
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros