sábado, 11 de julho de 2020
21/05/2020 - 10:31

Conservatório de Música utiliza ensino a distância para manter atividades educacionais

Workshops, aulas e reuniões são realizadas através de plataformas digitais

Com a paralisação de atividades educacionais presenciais devido à pandemia de coronavírus, foi necessário pensar adaptações para dar continuidade ao ano letivo. Professores que aplicavam conteúdos em sala de aula, hoje se reinventam na arte de ensinar. No Conservatório de Música de Popular Carlinhos Niehues não foi diferente. A instituição adaptou suas aulas no formato Ensino a Distância (EAD) como forma de dar continuidade ao aprendizado dos alunos.

?A experiência com o EAD trouxe inúmeros desafios a nós docentes do Conservatório de Música de Itajaí. Na ausência dos ?diálogos dos corpos?, aulas são reformuladas, atividades adaptadas e as reuniões são agendadas para compartilhamento de resultados?, explica Duda Cordeiro, professor de contrabaixo do Conservatório.

Entre reuniões em vídeo conferências nos escritórios improvisados dentro de casa, 18 professores da instituição adaptaram suas aulas para o mundo virtual. Atualmente, 150 alunos dão continuidade aos seus estudos de formação musical através do ensino a distância.

?Nas primeiras duas semanas de aula ficou evidente de que o corpo docente do curso é bem qualificado e capacitado. Logo depois fomos todos pegos de surpresa com a pandemia global e o curso passou a vigorar no sistema EAD. É uma obra em conjunto, em que cada um deve colocar o máximo de si?, comenta Rodrigo Cristoff, aluno calouro do curso.

Salas virtuais, aulas gravadas e workshops online

O material para estudo, como artigos, vídeos e partituras, fica disponível em ambiente virtual. Os alunos têm acesso às salas virtuais através de grupos fechados do Facebook com aulas gravadas ou ainda por meio de transmissões ao vivo. Além disso, as aulas do programa de formação complementar seguem acontecendo. O curso preparatório de teoria musical e o curso de iniciação ao violão para crianças são realizados de forma remota com a mediação do professor Thales Nunes.

?Acreditamos que esta seja a alternativa mais adequada para o momento. Nosso curso é essencialmente presencial, por isso tem sido um grande desafio. Apesar de tudo, nossos professores são muito criativos e estão se reinventando com novas habilidades de ensino e aprendizagem?, afirma Eliezer Patissi, diretor do Conservatório de Música Popular de Itajaí.

Ainda que seja muito difícil substituir a troca de experiências do ensino presencial, principalmente para o ensino de música, existem muitas ferramentas online que facilitam e mediam a interação entre o professor e os alunos.

?Acredito que a Fundação Cultural, ao manter o convênio, está atingindo dois pontos centrais: o primeiro é manter os agentes da arte em ação; e o segundo é oportunizar o estudo da música, contribuindo ainda com a saúde mental dos alunos durante a pandemia e trazendo esperança de dias melhores?, completa o professor Duda.

O Conservatório aderiu ao formato EAD no dia 30 de março e seguirá com as aulas enquanto estiver vigente o decreto estadual de Santa Catarina, que suspende atividades educativas presenciais por tempo indeterminado.

Terça, 07 de julho de 2020
Gravatá vai ganhar Policlínica
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros