sábado, 11 de julho de 2020
21/05/2020 - 10:24

Boletim hídrico do Estado aponta pelo menos 222 afetadas pela estiagem

Foto: José Dias / Casan 

Dados do quarto Boletim Hidrometeorológico Integrado apontam que pelo menos 222 cidades apresentam problemas no abastecimento público, devido à situação de estiagem que se prolonga no estado. O estudo coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável em parceria com a Defesa Civil de Santa Catarina fez um levantamento em 270 municípios.

?O Boletim é resultado de um trabalho amplo e integrado com os órgãos governamentais e tem nos possibilitado avaliar com frequência e precisão os impactos da estiagem no estado. Com isso, conseguimos promover ações, agindo com celeridade e contornando situações mais críticas. Mas é importante frisar que neste momento contamos com apoio e conscientização da população no sentido de economizar água?, alerta o secretário da SDE, Lucas Esmeraldino.

Além da análise da distribuição da chuva no estado e da previsão para os próximos 15 dias, o Boletim Integrado indica a situação hidrológica atual em Santa Catarina, bem como a condições do abastecimento urbano em cada cidade, considerando as condições: normal, atenção, alerta e crítico. Conforme dados da última quinzena, é possível destacar que Santa Catarina tem 50% das cidades em estado de atenção, 21% em alerta e 11% crítico.

Integração

O Boletim conta ainda com a participação da Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc), Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento, Agência Intermunicipal de Regulação do Médio Vale do Itajaí e o Consórcio Intermunicipal de Saneamento Ambiental - Meio-Oeste. O estudo traz informações atualizadas, a cada 15 dias, divulgadas nos sites das instituições.

A gerente de Fiscalização da Aresc, Luiza Burgardt, lembra que Santa Catarina está há quase um ano com precipitações abaixo da média. ?É por isso que todos os órgãos envolvidos neste Boletim Integrado, junto com os prestadores de serviços, estão alinhados com um único objetivo: mitigar esses impactos no abastecimento público. Ainda mais em tempos de pandemia, onde a água está sendo um importante aliado para o combate ao novo coronavírus. Por isso, saliento que o uso consciente da água é a melhor saída para diminuir a pressão nos mananciais de abastecimento e garantir disponibilidade para todos os catarinenses?, frisa.

Previsão

Para os próximos 15 dias, não se observa uma distribuição de chuva adequada e suficiente para normalizar o abastecimento urbano em um curto prazo. O que indica, tendo em vista os níveis baixos dos rios, a continuidade prolongada da estiagem no estado.

Terça, 07 de julho de 2020
Gravatá vai ganhar Policlínica
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros