sexta, 07 de agosto de 2020
14/01/2020 - 11:25

Vigilância Epidemiológica orienta sobre a vacinação de crianças menores de um ano

Até regularização dos estoques da vacina pentavalente, pequenos receberão reforço

O Governo do Estado começou a distribuir esta semana 27 mil doses da vacina pentavalente, indicada para crianças menores de um ano. Itajaí deve receber cerca mil doses e repassar às unidades de saúde a partir de sexta-feira (17). No entanto, como essa quantidade é insuficiente para atender a demanda reprimida da cidade, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado (Dive-SC) adotou um esquema temporário de proteção das crianças e orienta a substituição da pentavalente pela vacina DTP + Hepatite B.

A vacina pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e meningite por Haemophilus Influenzae B) é indicada no esquema de três doses para menores de um ano de idade, sendo administrada aos 2, 4 e 6 meses. Até regularização dos estoques, prevista pelo Ministério da Saúde para março de 2020, a orientação é que as unidades de saúde substituam a pentavalente pela vacina DTP (difteria, tétano e coqueluche) mais uma dose da vacina Hepatite B, que já estão disponíveis ao público nos postos.

A medida levou em conta os casos de coqueluche registrados no Brasil em 2019 e é uma forma de proteger as crianças menores de um ano até a normalização dos estoques da vacina pentavalente. ?Na realidade, com essa ação nós estamos antecipando o reforço da vacina DTP feito nas crianças menores de um ano. Depois, ao invés de fazer a DTP, elas farão a pentavalente?, comenta a enfermeira da Vigilância Epidemiológica de Itajaí, Juliana de Oliveira Gastmann.

A Secretaria de Saúde ainda esclarece que as UBSs montaram uma lista de espera com os pacientes que procuraram a vacina pentavalente neste período de falta. Com o reabastecimento parcial, serão chamadas as pessoas da lista e, na sequência, a atendida a demanda espontânea da população.

Como vai funcionar o esquema de vacinação temporária:

Criança não vacinada: receberá a primeira dose com DTP + Hepatite B e a segunda e terceira doses com pentavalente em um intervalo de 60 dias entre elas; o primeiro reforço vai ser aos 15 meses com pentavalente e o segundo reforço aos 4 anos com DTP.

Criança vacinada com uma dose de pentavalente: receberá a segunda dose de DTP + Hepatite B e a terceira dose com pentavalente em um intervalo de 60 dias; o primeiro reforço será aos 15 meses com pentavalente e o segundo reforço aos 4 anos com DTP.

Criança vacinada com duas doses de pentavalente: receberá a terceira dose com DTP + Hepatite B; o primeiro reforço vai ser aos 15 meses com pentavalente e o segundo reforço aos 4 anos com DTP.
Criança com esquema de vacinas completo (3 doses de pentavalente): receberá o primeiro reforço aos 15 meses com DTP e o segundo reforço aos 4 anos com DTP.

Criança com um ano de idade e esquema de vacinas incompleto: receberá dose de DTP + Hepatite B e segunda e terceira doses de pentavalente em um intervalo de 60 dias entre elas; o primeiro reforço será com pentavalente seis meses após a primeira dose recebida e o segundo reforço será com DTP aos 4 anos.

Febre amarela

Além das mudanças temporárias na vacinação das crianças menores de um ano, a vacina da febre amarela também teve alterações para os pequenos. A partir deste ano, o esquema vacinal contra doença é receber uma dose aos nove meses e um reforço aos 4 anos de idade.

Outra alteração é para aqueles que receberam uma dose da vacina da febre amarela antes de completar cinco anos de idade. Estes deverão receber uma segunda dose de reforço, independentemente da idade.

Para se vacinar ou esclarecer dúvidas, basta procurar uma unidade de saúde de Itajaí com a caderneta de vacina ou documento de identificação. 

anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros