terça, 11 de agosto de 2020
13/01/2020 - 17:25

Mastro de São Sebastião sai à rua em Armação e recebe bênção do padre Josué Souza

O cenário não poderia ser mais bonito: ao fundo, a baía de Itapocoróy, e à frente, a capela histórica São João Batista, emoldurada pelos foliões do Divino Espírito, e um Mastro de São Sebastião belamente ornado, mantendo acesa a tradição de mais de 200 anos. Neste domingo, 12 de janeiro, novamente os devotos e devotas de São Sebastião se reuniram para decorar o tronco selecionado especialmente para o ritual.

As devotas separaram belas flores e folhagens para decorar todo o mastro, sem deixar espaços para que o tronco apareça. Ao mesmo tempo, foliões do Divino entoaram canções antigas e após o término da decoração, todos dançaram no entorno do tronco, para então, sair num rápido cortejo da praça de Armação até a Capela São João Batista. A tradição foi reforçada pela presença de Ana Malburg, promesseira deste ano, filha da popular Dona Pompéia e sobrinha do saudoso ex-governador Antônio Carlos Konder Reis.

Além do cortejo propriamente dito, outras duas tradições foram mantidas: a distribuição de broas para a comunidade, em conjunto com a ?consertada?, cachaça típica produzida em Penha. Ao longo do trajeto, duas paradinhas para os homens descansar do peso do tronco, e sobretudo, para se ?abastecer de consertada?, no dizer do professor, pesquisador e diretor de Cultura de Penha, Eduardo Bajara.

Ao final do evento, as músicas entoadas por foliões tradicionais, como seu Nino, Caiçara e também João Nestor de Souza, o João do Dedé, entre outros, tiveram o acréscimo da benção do padre Josué Souza, pela primeira vez acompanhando o ritual. Içada a bandeira de São Sebastião, padre Josué relembrou o martírio do santo católico e seu exemplo para os novos cristãos.

A tradição emociona devotas como Alayde Souza dos Santos, a Dona Didi, de 83 anos. Viúva de Taylor dos Santos, o popular seu Nôro, um dos foliões mais tradicionais de Penha, ela acompanha o trajeto todos os anos, e também Anita Ferreira, viúva do popular seu Tui, que seguiu o mastro mesmo na cadeira de rodas.  

Patrimônio de Penha

Em 2018, a tradição católica foi elevada à categoria de ?Patrimônio Imaterial de Penha?, pela Câmara de Vereadores. O tronco desse ano teve 12 metros, e após ser fincado na Praça São Pedro, em frente à capela, anuncia o dia do santo, 20 de janeiro próximo. ?A intenção é avisar a todos que avistem o mastro que no dia 20 de janeiro é dia de São Sebastião?, detalha Bajara.

O evento teve apoio do Departamento de Cultura de Penha, e também presença do secretário de Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Max Bastos, do coordenador de Cultura Cleber Neumann, além do próprio Bajara. Pela primeira vez, houve transmissão ao vivo do ritual, através da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Penha.

Sexta, 07 de agosto de 2020
BOMBINHAS: RODA DE CHORO LIVES
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros