domingo, 08 de dezembro de 2019
16/07/2019 - 10:20

Passagens aéreas devem ficar mais baratas a partir de setembro

Expectativa é que entrada de companhias estrangeiras contribua para redução dos preços

As passagens áreas devem ficar mais baratas a partir de setembro, segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitasem café da manhã com jornalistas nesta segunda-feira (15). O motivo da redução dos preços é a entrada de companhias aéreas estrangeiras no mercado brasileiro e, consequentemente, novas ofertas de voos.

?A gente já começa a perceber novas empresas vindo para o Brasil, o que significa mais competição. As empresas que já estão operando, percebendo isso, vão começar a adquirir frota. Então a gente vai perceber um aumento no número de aviões sendo disponibilizados e isso também vai ter um reflexo na tarifa provavelmente a partir de setembro?, avaliou o ministro.

Ferrovia Norte-Sul começa a operar na direção Norte

No próximo dia 31, será assinado o contrato para que a Ferrovia Norte-Sul já comece a operar na direção Norte. A previsão é de que, em 18 meses, passe a operar também na direção de Santos. O investimento é de cerca de R$ 3 bilhões em um ano e meio na concessão do trecho entre Porto Nacional (TO) à Estrela D?Oeste (SP).

A Ferrovia Norte-Sul é um dos principais projetos para escoamento da produção agrícola do país. ?Vai haver uma mudança grande na questão ferroviária no Brasil. Vamos aumentar a participação na matriz de transporte dos atuais 15% para 30% até 2025?, diz o ministro.

Assim como a previsão para o setor aéreo, as novas ferrovias devem aumentar a competitividade, baixando o custo para o setor. ?A gente está falando em reduzir o frete de grãos em 50%. São efeitos bastante importantes na competitividade e no aproveitamento de um potencial hoje inexplorado?, destaca o ministro.

Em 180 dias, governo faz 23 leilões

Nos primeiros 180 dias à frente da pasta, de acordo com o ministro da Infraestrutura, 23 leilões de concessões foram realizados no transporte aéreo, aquaviário e ferroviário. Foram doze aeroportos (seis no Nordeste, quatro no Centro-Oeste e dois no Sudeste) e dez terminais portuários (um no Espirito Santo, três na Paraíba e seis no Pará), além da Ferrovia Norte-Sul. O investimento nos aeroportos é de R$ 3,5 bilhões e nos terminais portuários é de R$ 630 milhões.

O governo continuará o trabalho. Em agosto, devem ser leiloados dois terminais portuários em Santos e um em Paranaguá. Já em setembro, ocorrerá o leilão da rodovia BR 364/365.

?Nós vamos ter o maior surto de investimento em infraestrutura da história, cerca de R$ 208 bilhões em todos os modos de transporte ao longo dos períodos de concessão. Só nas ferrovias serão mais de R$ 25 bilhões em cinco anos. É bastante significativo porque é um setor que estava há muito tempo sem investimento?, destacou o ministro da Infraestrutura.

Sexta, 06 de dezembro de 2019
Vagas de emprego no Sine Itajai
Sexta, 06 de dezembro de 2019
PM prende homem por furto em BC
Sexta, 06 de dezembro de 2019
Vagas de empregos no SINE Itajaí
Quinta, 05 de dezembro de 2019
Novo presidente
Quinta, 05 de dezembro de 2019
Orçamento
Quinta, 05 de dezembro de 2019
Previdência, só em 2020
Quinta, 05 de dezembro de 2019
PM prende homem por tráfico de drogas em BC
Quinta, 05 de dezembro de 2019
PM prende homem por tráfico de drogas em BC
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros