segunda, 16 de setembro de 2019
07/06/2019 - 13:58

Entenda os motivos que fazem o mel catarinense um dos melhores do mundo

Foto: Julio Cavalheiro / Secom

Omel produzido em Santa Catarina j venceu cincottulos de melhor do mundo no congresso da Federao Internacional de Associaes de Apicultores (Apimondia). As razes para o sucesso da apicultura catarinense so to numerosas quanto as medalhas conquistadas pelos produtores do Estado. Tudo comea com as condies geogrficas de Santa Catarina, que garantem no s umproduto de qualidade superior como uma produtividade por quilmetro quadrado mais de 12 vezes acima da mdia nacional.

"Como nosso relevo bastante acidentado, h algumas reas que no so praticveis para a lavoura, mas para a apicultura o ideal. H uma ampla variedade de mata nativa, uma flora apcola muito diversificada e inmeros tipos de solo, vrios microclimas nas regies", explica o extensionista rural da Diviso de Estudos Apcolas da Epagri, Rodrigo Durieux da Cunha.

Outro fator, segundo ele, a capacidade tcnica dos apicultores catarinenses. Eles tm disposio para aprimorar as tcnicas de cultivo. "H um trabalho muito intenso da Epagri, junto de outras instituies, como a Federao das Associaes de Apicultores e Meliponicultores de Santa Catarina (Faasc) e instituies de ensino e pesquisa, para qualificar o cultivo, aumentando a produtividade e a qualidade", afirma o extensionista.

Feira do Mel

Desde quarta-feira, 5, at sbado, 8, o melhor da produo catarinense pode ser encontrado na 20 Feira do Mel, em Florianpolis. O evento ocorre na Avenida Paulo Fontes, em frente ao Ticen, e est sendo organizada pela Faasc, Epagri e Prefeitura de Florianpolis. A principal novidade do evento para este ano que o mel ser vendido mais barato que em 2018: o preo de R$ 23 o quilo do mel convencional e a R$ 28 o quilo do mel orgnico e melato.


Foto: Mauricio Vieira / Secom

"At aqui, a Feira do Mel tem superado as expectativas. Alm do aumento do nmero de feirantes, tivemos mais consumidores e maior venda dos produtos. O evento importante para divulgar e incentivar o consumo do mel", avalia o presidente da Faasc, nio Frederico Cesconetto. Segundo ele, comum que os compradores da feira acabem se tornando consumidores das marcas que conhecem no evento.

o que aconteceu, por exemplo, com o aposentado Marcelino Pontes, morador de Florianpolis, presente mais uma vez Feira do Mel. "Eu compro um mel de Luzerna h muitos anos, porque achei muito bom, um mel puro", relatou Pontes.

Apicultor de Campo Alegre, Egon Luiz Drefahl, participa da Feira do Mel pela sexta vez. De acordo com Drefahl, a produo do ano foi acima do esperado e a tarefa, agora, comercializar o mel. Para isso, considera a feira um timo canal. "O local est excelente, temos a esperana de que vamos vender bem", projeta.

O evento ocorre em meio Semana de Conscientizao Ambiental. Em comemorao, foi organizada uma Mostra de Projetos Ambientais que so desenvolvidos em Santa Catarina. Tambm h a distribuio de mudas de plantas nativas para quem visitar a feira.

A apicultura catarinense

Santa Catarina tem 9 mil famlias rurais trabalhando com abelhas e 323 mil colmeias. O Estado tem a melhor produtividade do pas, uma mdia de 68 quilos por quilmetro quadrado, contra cinco quilos no restante do Brasil.


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

De acordo com a edio mais recente do Inventrio da Apicultura Catarinense, de 2016, 289 municpios catarinense tm alguma produo de mel. Os maiores produtores so, nesta ordem, Bom Retiro, Iara, Urubici, Santa Terezinha, Fraiburgo, So Joaquim e Anitpolis.

Alm do mel, outros produtos da apicultura catarinense so plen, prpolis, cera bruta, ncleos, rainhas e apitoxina. A polinizao tambm importante, por exemplo, para o cultivo de macieiras.

Segunda, 16 de setembro de 2019
Casa pega fogo em Garuva
Segunda, 16 de setembro de 2019
IGP-10 tem inflao de 0,29% em setembro
Segunda, 16 de setembro de 2019
Dia Mundial da Limpeza ter aes em Itapema
Sexta, 13 de setembro de 2019
Porto Belo lana Sala do Empreendedor
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros