terça, 25 de junho de 2019
05/06/2019 - 15:40

Governo Municipal fala das ações para despoluição do Rio Marambaia e confirma testes com Nanobolhas

Durante reunião pública para discutir as ações de despoluição do Rio Marambaia na noite desta terça-feira (04), que reuniu mais de 100 pessoas, entre representantes do Governo Municipal, da Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa), do Ministério Público, Instituto do Meio Ambiente (IMA), Câmara de Vereadores, entidades e moradores da região, foi confirmado os testes com Nanobolhas como uma das ações para melhorar a qualidade e odor da água.

Durante o encontro, foi entregue pelo gerente Regional do IMA, Alexandre Guislote Motta, o documento autorizando a realização de testes com aplicação de Nanobolhas em três pontos do Rio Marambaia. Os testes com essa tecnologia à base de oxigênio, devem iniciar na segunda quinzena de junho, pelo prazo de 60 dias. Neste período, não haverá custos para a Emasa. ?Caso a tecnologia atinja os resultados esperados, faremos o processo de contratação cumprindo os trâmites exigidos por lei?, disse Douglas.

De acordo com o engenheiro Ambiental, Cariston Pinotti, responsável pela aplicação, as nanobolhas conseguem promover melhorias significativas no meio líquido, como desinfecção, elevação de oxigênio dissolvido por longo prazo, redução de matérias orgânicas (lodo), e redução de odores desagradáveis no fundo do canal. ?Acreditamos que em três semanas o rio já comece apresentar diferença e a expectativa é que, em 40 dias, os resultados possam ser visíveis?, completou.

Na ocasião, foi apresentado pelo prefeito Fabrício Oliveira, o programa ?Balneário Camboriú é a Nossa Praia?, que traz um pacote de ações para reduzir problemas ambientais, com foco na despoluição das águas, incluindo a obra do emissário de esgoto, a construção do Molhe do Pontal Norte, as novas legislações sanitárias em vigor, dentre outras ações. ?Foram cerca de três horas de conversa, com ampla participação e muita discussão para que possamos ter um rio sem poluição. Esse é um problema de décadas e desde o início desse Governo estamos tratando de frente essa situação e eu tenho a convicção, de que esse problema será resolvido com as ações que estamos fazendo e iremos fazer. Acreditamos que a próxima temporada já será diferente, com alguns resultados a partir de novembro e o trabalho que não irá parar?, ressaltou o prefeito.

Obra Emissário Pressurizado

Sobre o Emissário, importante obra que irá contribuir com a revitalização do Rio Marambaia, o diretor Geral da Emasa, Douglas Costa Beber, falou que foi homologada essa semana a licitação para contratação da empresa que vai executar a obra. ?Agora aguardamos a autorização do IMA e a previsão é que a obra inicie ainda no mês de junho, com prazo para término em outubro?. O diretor Técnico, Sérgio Juk, explanou como será essa nova rede, feita por dentro da galeria de drenagem da Avenida Atlântica, o que gera menos impacto. ?A obra do emissário será da Rua 2001 (Barra Norte) até a Estação de Recalque da Rua 3700 (Barra Sul ? embaixo da ponte do Rio Camboriú), levando toda a contribuição para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), do Nova Esperança. ?Será uma rede complementar que irá reduzir significativamente o volume de esgoto da rede atual de 1985 e já defasada, que em determinadas épocas do ano não dá conta da contribuição que chega. Esta obra é projetada para uma demanda que atenda os próximos 30 anos?, concluiu.

Jardins Filtrantes

Foi apresentado ainda, pelos professores Gustavo Russo e Dalva Sofia Schuch, o projeto que será desenvolvido em parceria com a Univali - Jardins Filtrantes - plantas que se alimentam da matéria orgânica existente no rio e eliminam o cheiro ruim que delas sai. ?A tecnologia já é usada em países como Austrália, Inglaterra, França, Estados Unidos e China com resultados comprovados?, relatou Russo. Também em fase de testes, que deverá iniciar em julho, o projeto será desenvolvido em módulos nos primeiros 800m, do Pontal Norte até a Rua 2450.

O promotor Isaac Sabbá Guimarães, da 5ª Promotoria de Justiça de Balneário Camboriú, presente na reunião, foi convidado a usar a palavra, mencionando que essas ações são necessárias tendo em vista a problemática e espera que de fato, tenham resultados concretos.

Ao fim das explanações, foi aberto para participação dos presentes, com sugestões, questionamentos e dúvidas. O síndico de um Condomínio, César Gonzaga, perguntou sobre a obrigatoriedade da Declaração de Regularidade Sanitária para edificações multifamiliares, prevista em lei. Representantes de grupos em favor do Rio Marambaia, também solicitaram a participação durante a aplicação do teste com as nanobolhas, pedido que será atendido pela equipe técnica da Emasa.

 

O coordenador do grupo do Rio Marambaia e vice-presidente da CDL de Balneário Camboriú, Jaison Santos, considerou a reunião um sucesso. ?A audiência foi muito positiva tanto pela pontualidade, como as explanações e as manifestações dos presentes, ouvindo a todos. Tivemos uma diversidade de pessoas interessadas em discutir sobre o Rio Marambaia, e pela primeira vez colocamos 127 pessoas para discutir sobre esse tema de extrema importância. Estamos torcendo e acreditando que essa situação da poluição esteja bastante amenizada até a temporada, não só com o odor, mas com a melhoria da balneabilidade do Pontal Norte?, pontuou.

Segunda, 24 de junho de 2019
Porto Belo terá Festa da Tainha
Quarta, 19 de junho de 2019
PM cumpre mandado de prisão em Itapema
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros