segunda, 20 de maio de 2019
02/05/2019 - 15:25

Escola da Inteligência ampliará atendimentos a partir de maio

Estudantes do EJA, idosos e ex-dependentes químicos serão contemplados

Estudantes jovens e adultos, idosos e ex-dependentes químicos. A partir da segunda quinzena de maio, este será o público beneficiado com a ampliação dos atendimentos da Escola da Inteligência. A previsão é de que, para além dos 20 mil alunos e famílias já atendidos, outras 225 pessoas inseridas na Educação de Jovens e Adultos (EJA), no Centro de Convivência do Idoso e nos Centros de Recuperação sejam contempladas pela Secretaria Municipal de Educação.

?Trata-se de um movimento educacional institucionalizado que busca resgatar e estabelecer direitos civis, sociais e políticos. Jovens e adultos serão atendidos no período noturno, nas unidades escolares. Os Centros de Recuperação e de Convivência do Idoso receberão as pessoas nos períodos vespertino e noturno?, afirma Kátia Teixeira, coordenadora da Escola da Inteligência.

A coordenadora garante ainda que, em todos os locais, um profissional capacitado da educação estará presente para desenvolver o programa com os novos alunos.

Seis unidades municipais, que já oferecem o programa para alunos regulares, passarão a atender pessoas com idades entre 16 e 73 anos por meio da Educação de Jovens e Adultos (EJA). O trabalho envolverá em torno de 140 alunos que não frequentaram, na idade escolar, do primeiro ao quinto ano. No Centro de Convivência do Idoso, o programa deve ser aplicado com 25 pessoas, de 58 a 69 anos de idade.

Nos espaços será utilizado o Livro da Família: A Gestão da Emoção, que abordará questões recomendadas pela Escola da Inteligência. Algumas delas são o gerenciamento das emoções, o desenvolvimento da inteligência, habilidades para a construção de relações saudáveis e a administração de conflitos, postura empreendedora, criatividade, combate e prevenção ao bullying e às drogas.

Neste sentido, o programa também ampliará o atendimento para quatro Centros de Recuperação de Itajaí. Cerca de 60 pessoas com transtornos decorrentes ao uso de substâncias psicoativas estarão envolvidas. Com os dependentes químicos será trabalhado o material Freemind (Mente Livre), do psiquiatra Augusto Cury. O intuito é proporcionar aos participantes o desenvolvimento da emoção saudável e a conscientização sobre o funcionamento da mente humana.

A Escola da Inteligência existe no município desde 2017 e atualmente desenvolve o trabalho em 25 Centros de Educação Infantil e 25 Escolas Municipais.

Confira os locais que passarão a receber o atendimento da Escola da Inteligência:

EJA
Centro Educacional de Cordeiros - 43 alunos (16 a 69 anos)
Centro Educacional Pedro Rizzi - 31 alunos (18 a 69 anos)
Escola Básica João Duarte - 12 alunos (26 a 65 anos)
Escola Básica Gaspar da Costa Moraes - 13 alunos (25 a 73 anos)
Escola Básica Aníbal Cesar - 28 alunos (16 a 58 anos)
Escola Básica Thereza Bezerra de Athayde - 12 alunos (30 a 60 anos)

Centro de Convivência do Idoso - 25 alunos (58 a 69 anos)

Centros de Recuperação
Centro de Tratamento Alternativo Pró-Vida - 14 alunos (18 a 52 anos)
Centro de Recuperação Conviver - 13 alunos (21 a 53 anos)
Comunidade Terapêutica Maranata - 14 alunos (18 a 61 anos)
Centro de Recuperação Vale Ebenezer - 18 alunos (18 a 61 anos)

Sexta, 17 de maio de 2019
Acidente deixa dois mortos na BR 282
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros