domingo, 18 de agosto de 2019
04/02/2019 - 10:27

Diagnóstico precoce do câncer pode salvar vidas

Movimento Mundial liderado pela União Internacional para Controle do Câncer chama atenção para ações urgentes na descoberta rápida da doença

A manchete é antiga, pode ser repetitiva, mas os dados são atuais e mostram que há grande preocupação no mundo com a descoberta tardia dos casos de câncer. Em 2018, estima-se que 5 dos 18 milhões de novos casos de câncer deixaram de ser detectados e tratados mais cedo.

Com o intuito de fortalecer essa necessidade, em 2019, o tema da campanha mundial para lembrar o dia 4 de fevereiro ? DIA DO CÂNCER - é voltado para o diagnóstico precoce da doença, em busca da melhora na taxa de sobrevivência dos pacientes.A jornalista Renata Aparecida Rosa, 48 anos, é um exemplo de paciente que descobriu de forma rápida um câncer de mama durante um exame de rotina, feito aos 40 anos. ? Passei por cirurgia de retirada do tumor, quimioterapia, radioterapia na cidade de Blumenau, tratamento com outras medicações e hoje faço  acompanhamento médico semestral. No meu caso é semestral porque tive complicações em virtude de uma infecção em junho passado no local da cirurgia, sete anos após a retirada do tumor. Nos próximos meses, por indicação médica volto a fazer ressonância e ultrassom. Quando a gente tem câncer uma vez na vida, vai estar sempre vigilante para não ter de novo, e se tiver, diminuir os danos.?, explicou.

O médico oncologista do Centro de Novos Tratamentos Itajaí, Giuliano S. Borges, reforça o alerta: ? É preciso deixar o medo e a vergonha de lado e realizar exames preventivos para buscar mais respostas em tratamentos. Hoje já registramos casos de cura do câncer em diversos tipos de tumores, como de pele, pulmão com determinadas mutações, testículos (em homem geralmente com idade entre 20 e 40 anos, câncer infantil, mama, entre outros?.

Dados mundiais apresentados pela União Internacional para Controle do Câncer (UICC), maior organização internacional e responsável pelo movimento "Eu Sou e Eu Vou", mostram ainda que pelo menos um terço dos cânceres comuns pode ser prevenido. Segundo a UICC, ?mutações genéticas estão envolvidas em 5-10% dos cânceres, enquanto27% dos cânceres estão associados ao uso de tabaco e álcool?.

anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros