domingo, 17 de fevereiro de 2019
01/02/2019 - 13:39

Técnicos da Defesa Civil estadual visitam Penha para mapear áreas atingidas pela chuva de 17 de janeiro

Três profissionais da Defesa Civil do Governo do Estado estão em Penha nesta quinta-feira, 31, mapeando as áreas que sofreram erosão e escorregamento com o temporal de 17 de janeiro. Humberto Alves da Silva, assessor técnico em Defesa Civil do governo estadual, explicou que o monitoramento servirá como base de um plano de trabalho para um projeto para buscar recursos junto ao Governo Federal.

?Temos que avaliar quais as melhores técnicas para os trabalhos de contenção, já se trata de uma região litorânea. Temos que pensar em integração de obras com o meio ambiente?, pontuou Humberto.

NA sexta, dai 1º, os profissionais farão um sobrevoo nas regiões que mais preocupam: praia de São Miguel e morraria da Praia Vermelha. Neste último caso, a situação é mais grave, já que a estrada rachou em um trecho, criando um enorme buraco e impossibilitando o trânsito no local. Hoje, para acessar a Vermelha, só é possível pela Rua Tijucas, na altura da Acerb, a associação do Parque Beto Carrero World.

?Este sobrevoo é importante para que o Estado tenha a dimensão dos estragos e consiga planejar as ações emergenciais?, explicou Edinéa Corrêa, coordenadora de Proteção e Defesa Civil de Penha.

Decreto de emergência

Calcula-se que a enxurrada do dia 17 de janeiro atingiu cerca de 1.300 casas, deixou 400 famílias desalojadas, e 47 pessoas desabrigadas. Todas já retornaram para casa e desde o episódio a Prefeitura de Penha vem trabalhando na retomada da normalidade na cidade. Por conta da chuva, o prefeito Aquiles da Costa decretou situação de emergência na cidade.

Quinta, 14 de fevereiro de 2019
Sine de Navegantes oferece vagas de emprego
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros