terça, 11 de dezembro de 2018
13/11/2018 - 17:08

Em nove meses, mais de dois mil empreendedores solicitaram alvarás online em Balneário Camboriú

Há nove meses ficou mais fácil constituir uma empresa em Balneário Camboriú. Mais rápido, tudo de forma online e sem precisar filas, os empreendedores da cidade podem emitir o alvará de licença e localização. Desde fevereiro deste ano até esta terça-feira (13), foram solicitadas 2.164 constituições e alterações empresariais. Sendo que desse número, 1.501 solicitações (69,36%) estão disponíveis para emissão do Alvará Online. As demais, estão no aguardo do pagamento de Taxas (Vigilância Sanitária, Bombeiros, Licença e Localização) para viabilizar a finalização e disponibilização do documento.


?A modernização administrativa que estamos implantando no Município visa desburocratizar e incentivar o desenvolvimento econômico da cidade. O resultado dessa política já pode ser observado nos números como este da procura do alvará online. Além disso, para auxiliar ainda mais os microempreendedores também temos a Sala do Empreendedor, em parceria com o Sebrae, com cursos e consultorias para que os empreendedores da cidade tenham ainda mais facilidade na hora de montar a sua empresa?, disse o prefeito Fabrício Oliveira.

O Alvará Online faz parte da Lei da Desburocratização (nº 4091/2017) que institui tratamento diferenciado à microempresa e à empresa de pequeno porte com a simplificação do processo, unicidade cadastral e vinculação ao código nacional de atividades econômicas para todas as entidades. ?O alvará online possibilitou um ganho de tempo aos contabilistas e empresários. Não sendo necessário buscar o documento na Prefeitura, já que ele pode ser impresso de qualquer lugar?, explicou o secretário da Fazenda, Franc Ribeiro Correa.

Classificação de grau de risco

A Lei da Desburocratização também permite a agilidade no processo e a classificação dos graus de risco. As atividades passaram a ser classificadas como: sem; baixo ou alto grau de risco. Antes uma empresa levava em média três meses para ser constituída, hoje com essa classificação reduziu bastante. Por exemplo, as atividades sem ou com baixo grau de risco receberão o alvará de funcionamento em até cinco dias. Já as de alto grau de risco em até 20 dias.

Atividades sem grau de risco são aquelas sem estabelecimento físico ou armazenamento de produtos em sua sede, na condição de ?Escritório Virtual?; as de baixo grau de risco são aquelas que permitem o início de operação do estabelecimento sem a necessidade da realização de vistoria prévia; e as de alto grau de risco exigem vistoria prévia por parte dos órgãos e das entidades responsáveis pela emissão de licenças e autorizações, antes do início do funcionamento da empresa.

Como emitir o Alvará Online

Para o empreendedor com atividade de baixo e alto grau de risco conseguir imprimir o alvará basta efetuar o pagamento da taxa da Vigilância Sanitária (VISA), da Taxa de Licença para Localização (TLL), e aprovações das entidades junto ao sistema Integrador. Já os empreendedores com atividades sem grau de risco é necessário apenas o pagamento da TLL. Para ter acesso às taxas basta acessar o site da Prefeitura, na aba ?Serviços?, no link ?Taxas Alvará (VISA e TLL)?.

Após efetuar o pagamento, ser dada baixa no sistema da Prefeitura, e com a aprovação das entidades, o alvará ficará disponível para impressão também na aba ?Serviços?, no link ?Alvará Eletrônico (Online)?. A emissão do alvará online está disponível para empresas que realizaram protocolo no REGIN a partir de 1º de fevereiro de 2018.

 

Lembrando que, alguns alvarás estão com fluxo suspenso devido os empreendedores não terem solicitado via site do Corpo de Bombeiros o atestado de funcionamento. Essa solicitação é feita apenas para atividades de baixo e alto grau de risco.

Segunda, 10 de dezembro de 2018
Itapema recebeu 1º Festival de Surf Inclusivo
Segunda, 10 de dezembro de 2018
8 cuidados para abrir uma empresa
Segunda, 10 de dezembro de 2018
INFRAERO vai ampliar o Aeroporto de Navegantes
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros