terça, 13 de novembro de 2018
16/10/2018 - 09:59

Deficientes físicos aprovam ações de acessibilidade da 32ª Marejada

A 32ª Marejada, a maior festa do pescado do Brasil, se destacou também pela acessibilidade promovida no evento. Cardápios gravados nos caixas dos restaurantes, atendentes de Língua Brasileira de Sinais (Libras), rampas de acesso, banheiros adaptados e serviço de cães guias foram as ações que garantiram atendimento específico voltado às pessoas com deficiência durante a festa.

Jairton Fabeni Domingos, presidente do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência de Santa Catarina e vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência de Itajaí (Comadefi), afirma que as pessoas com deficiência se sentiram incluídas na Marejada. ?A questão da acessibilidade foi muito bem trabalhada pela equipe que organizou a festa?, destaca Domingos.

A presidente do Comadefi, Bianca Reimão, reforça que foi a primeira vez que o conselho foi chamado para participar ativamente da organização do evento. ?Alguns visitantes disseram que foi a única festa de outubro do estado a promover a acessibilidade?, pontua Bianca.

Na próxima semana, o Comadefi apresentará um relatório dos atendimentos realizados durante a 32ª edição da Marejada. O secretário de Turismo, Evandro Neiva, lembra que o Plano de Acessibilidade da Marejada foi criado em total parceria com o conselho, que forneceu todo suporte e orientação para que fossem realizadas as adaptações necessárias na festa.

?Adequar um evento de massa aos deficientes foi um desafio e uma responsabilidade muito grande. Treinamos as equipes de limpeza, segurança e todos os atendentes dos caixas para que pudessem tratar adequadamente esse público. Ações simples como gravar os cardápios em áudio fizeram a diferença para os deficientes visuais, por exemplo?, avalia Neiva.

O primeiro contato dos deficientes acontecia logo na recepção do evento, onde foi montado o Balcão de Acessibilidade. Neste local ficavam os intérpretes de Libras que atenderam mais de 20 pessoas durante a Marejada. A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) também foi parceira do evento com a disponibilização de cadeiras de rodas para deficientes que tivessem dificuldade para circular pela festa.

?Recebemos relatos de pessoas com algum tipo de deficiência que aprovaram o nosso plano. Queremos manter e ampliar a iniciativa nas próximas edições?, completa o secretário.

Terça, 13 de novembro de 2018
Roberto Leal fará show em Porto Belo
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros