terça, 16 de outubro de 2018
11/09/2018 - 10:14

As eleições e os perigos da atuação dos robôs, ou bots, nas redes sociais

Hacker do bem ensina como identificar perfis suspeitos

Com as campanhas eleitorais cada vez mais aquecidas e face aos últimos acontecimentos, como o ocorrido ao candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, é importante ficar atento às postagens e comentários nas redes sociais. Afinal, nem tudo que foi postado, compartilhado e comentado é verdade. Nestes canais de comunicação, há a atuação de robôs, também chamados de bots.

 

Como é a atuação dos robôs ou bots

Estes robôs são programas conectados na Internet com a finalidade de postar, curtir, compartilhar e seguir, simulando interações de pessoas reais. Podem compartilhar e postar conteúdo viral para atrair seguidores e curtidas, assim como curtir e seguir contas para que as pessoas os sigam de volta. Uma postagem pode ganhar popularidade pela atuação de um bot, que a impulsiona imitando os movimentos virais de curtir, comentar e compartilhar. Além disso, os mais maléficos podem denunciar contas de pessoas que utilizam corretamente as redes sociais, para que estas sejam suspensas.

 

Os robôs e as eleições

Em tempos de eleições, os bots podem ajudar na viralização de post de propaganda, de fake news ou mesmo fazer difamações ao curtir, comentar e compartilhar postagens. E ação vai além, uma vez estes que podem influenciar na popularidade de um candidato, trazendo mais seguidores quando curtem e seguem outras pessoas.

 

Para evitar problemas, Fernando Azevedo, sócio da empresa de reputação online Silicon Minds, defende que ?a população deve se conscientizar de que robôs existem e são atuantes. Já os candidatos e suas equipes de comunicação devem ficar atentos para detectar contas suspeitas, fake news, difamação e calúnia nas redes sociais o mais rápido possível, e avisar à imprensa e o TSE. Também podem pedir aos seus eleitores que reportem às redes postagens com similar conteúdo?.

 

Vale ressaltar que difamação, calúnia e fake news podem gerar um grande escândalo, não importa se feitas por robôs ou contas anônimas criadas manualmente por pessoas.

 

Identificando robôs nas redes sociais

Segundo o especialista, ?o Facebook e o Twitter estão trabalhando na detecção destas contas e ações realizadas por estas?. Geralmente, estes perfis são provenientes do mesmo IP e/ ou originados de endereços de emails temporários, ficam ativas 24/7 (vinte e quatro horas por dia/ sete dias por semana), repetem os comentários incessantemente, curtem e seguem pessoas que interagem com determinadas contas e podem fazer posts programados todos os dias sobre um único assunto.

 

Para ajudar a identificar perfis suspeitos, Azevedo preparou um passo a passo:

1) Verifique se o nome de conta tem nome de pessoa ou empresa que pareça ser séria.

Robôs usam números e símbolos para registrar nomes de usuários ainda não existentes, por exemplo ?Azevedo49524?;

2) Pesquise se é conta recente;

3) Analise se tem site, descrição, foto pessoal e outros dados e informações que uma pessoa teria o tempo e cuidado para colocar no perfil;

4) Se a conta fala de um único assunto é grande a probabilidade dela ser falsa;

5) Investigue se a conta utiliza sempre os mesmos textos nos comentários;

6) Analise se a conta fica comentando, postando e curtindo o tempo todo, inclusive em horários de pouquíssimo movimento, como as madrugadas de segunda-feira;

7) Verificar se a conta interage com a sua se você curtir ou comentar um perfil que ela parece estar tentando promover.

Segunda, 15 de outubro de 2018
Honda Civic é roubado no centro de Piçarras
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros