sábado, 16 de dezembro de 2017
04/12/2017 - 14:04

Cesta básica apresenta queda de 2,68% em Itajaí

Tomate, leite longa vida e carne foram os principais responsáveis pela baixa no preço

Após duas altas consecutivas, o preço da cesta básica em Itajaí apresentou queda de 2,68%, passando de R$332,31 apurados em outubro, para R$323,41 em novembro. Com esta diminuição, o custo da cesta em 2017, na cidade, acumula uma redução de 12,19%. Os dados são do Projeto Cesta Básica Alimentar, da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), que elabora o indicador com monitoramento da Uni Júnior, a partir de pesquisa realizada em seis supermercados da cidade.

Os principais produtos responsáveis pela baixa no custo final da cesta foram: tomate (28,21%), leite longa vida (6,05%), carne (4,73%), banana branca (3,47%), batata lavada (0,91%) e café em pó (0,41%). A carne, a banana e o café tiveram a segunda queda seguida, já o leite foi a terceira diminuição de preço.

Mesmo com a redução, houve itens da cesta que aumentaram de preço em novembro, são eles: manteiga (15,27%), farinha de trigo (12,17%), feijão preto (6,95%), arroz (4,01%), pão francês (2,41%), óleo de soja (2,17%), e açúcar (0,23%).

O professor Jairo Romeu Ferracioli, economista e professor responsável pelo projeto, acredita que, apesar da volatilidade no preço do combustível, a queda deve-se às boas condições climáticas dos últimos meses. Ele destaca ainda que a redução do preço da carne também impactou, pois ela representa quase 40% no custo total da cesta. "Aos poucos, alguns produtos vão se ajustando ao comportamento do mercado. Os produtos in naturaseguem com variações significativas, a exemplo do tomate", comenta.

Os pesquisadores ressaltam que, para os próximos meses, o comportamento dos preços dependerá do clima, da variação do custo da gasolina e do óleo diesel (insumo no transporte), além do custo elevado com a adoção da bandeira vermelha na conta de energia elétrica.

Poder de compra do trabalhador

Com a redução, o poder de compra do trabalhador assalariado em relação a alimentos básicos teve melhora. O custo da cesta básica sobre o salário mínimo passou de 35,47% em outubro para 34,52% em novembro. Em termos de horas de trabalho para aquisição da cesta são necessárias 75 horas e 48 minutos de um total de 220 horas mensais.

Mais informações: (47)3341-7618, na Uni Júnior da Univali.

anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros