sexta, 06 de dezembro de 2019
25/01/2011 - 00:00

Animais são abandonados próximo ao Canil Municipal

Muitos animais deixam de ser de estimação e se tornam um problema social quando abandonados nas ruas da cidade. Na tentativa de amenizar este problema e conscientizar a população sobre a responsabilidade ao adquirir um animal, a Secretaria Municipal de Saúde vem trabalhando constantemente na promoção da Posse Responsável.

 

Além da presença de cães, gatos e cavalos abandonados nas ruas da cidade, a Secretaria vem enfrentando um outro problema: o abandono destes animais nas proximidades do Canil Municipal. ?O Canil foi criado para observar os animais agressores e animais suspeitos de contraírem doenças infecto-contagiosas, que não possuem donos, que estão machucados nas ruas. Temos que esclarecer que o canil não é um deposito de animais, nem um abrigo público?, declara o médico veterinário Denilson Vargas da Silva.

 

O médico ainda afirma que os funcionários estão orientados a não acolher os animais abandonados nas imediações do Canil, sem a devida autorização do Núcleo de Controle de Zoonoses. O setor, após uma investigação epidemiológica, recolhe os animais que se encontram dentro dos critérios de recolhimento.

 

Os profissionais que atuam no Canil também identificaram a procedência dos animais abandonados no local. ?A maioria das pessoas que abandonam é de municípios vizinhos de Itajaí, um ato duplamente condenável, pois além de infringir uma lei federal, ainda coloca sob a responsabilidade de Itajaí um ônus que seria do município onde este reside?, afirma o médico veterinário.

 

O abandono de animais é uma contravenção prevista na Lei Federal 9.605/98. O artigo 32 da lei prevê uma pena de três meses a um ano de prisão e multa para quem praticar ato de abuso ou maus-tratos a animais silvestres ou domésticos.

 

O médico veterinário explica ainda que a conscientização da Posse Responsável é melhor forma de mobilizar as pessoas e fazê-las sobre suas responsabilidades ao adquirir um animal de estimação. ?As pessoas precisam entender que ter um animal de estimação exige compromisso por um longo tempo. Não podemos deixá-los na rua quando eles crescem, quando enjoamos ou por que ele está doente?, diz.

 

Segundo Denílson, além de gerar sofrimento ao animal que fica sem abrigo, sem alimentação e em situação de risco, o abandono de animais coloca em risco também a população. ?Os cães, principalmente, são territorialistas. Ao se sentirem ameaçados, podem morder as pessoas que porventura se aproximarem deles, atrapalhar o trânsito e até provocar acidente. Também há risco de doenças devido à contaminação com o lixo?, conta.

Sexta, 06 de dezembro de 2019
Vagas de empregos no SINE Itajaí
Quinta, 05 de dezembro de 2019
Novo presidente
Quinta, 05 de dezembro de 2019
Orçamento
Quinta, 05 de dezembro de 2019
Previdência, só em 2020
Quinta, 05 de dezembro de 2019
PM prende homem por tráfico de drogas em BC
Quinta, 05 de dezembro de 2019
PM prende homem por tráfico de drogas em BC
Quarta, 04 de dezembro de 2019
Resultado ou pizza?
Quarta, 04 de dezembro de 2019
Ex-prefeito volta à prisão
Quarta, 04 de dezembro de 2019
Sonho de Paulinha
Quarta, 04 de dezembro de 2019
Sabotagem tucana
Quarta, 04 de dezembro de 2019
PROERD do 12º BPM realiza formatura em BC
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros